Análise: O problema não é a Fátima (5,9%). É a Globo


A distância que vai do tele-teleprompter à Oprah Winfrey é a que separa o genial do ridículo

Por Paulo Henrique Amorim
No Conversa Afiada

Divulgação/TV Globo/Conversa Afiada


O que voce vê na foto é um tigre de papel

Nesta quinta-feira, o SBT deu 6,3%, a Fátima, 5,9% e a Record, 4,8%.
Isso é a média no horário, segundo prévia do Globope e, geralmente, a Globo melhora no Globope, depois que o jogo acaba.
Nenhum programa da televisão brasileira foi tão badalado quanto o da Fátima.
Só a estreia da seleção brasileira na Copa.
O que deu errado?
A Fátima?
Não, a Fátima sempre foi a Fátima, como o Bonner sempre foi o Bonner.
Se tirar do meio do sanduíche das novelas das Sete e das Oito… é isso aí.
A distância que vai do tele-teleprompter à Oprah Winfrey é a que separa o genial do ridículo.
O problema é a Globo.
A Globo perdeu a mão.
O Brasil se mudou e a Globo faltou ao Encontro.
A Globo está em busca da Classe C?
Isso é uma quimera.
A Classe C é do tamanho de uma Espanha, de uma Argentina vezes dois, vezes três.
Conquistar a Classe C, saber o que é, o que pensa e o que quer a Classe C é tão difícil quanto entender a Miriam Urubóloga, quando ela diz assim … “o problema da economia brasileira”…
A Globo está como o PSDB e o Fernando Henrique: agora, somos da Classe C!
A Globo, o PSDB e o Fernando Henrique são de um Brasil que ficou pra trás.
A Classe C está em toda parte.
As Classes A, B, C e D são tão parecidos quanto Cerra e o Max.
Distinguí-las exige mais do que 1001 pesquisas.
Saber como tocar neles, chegar a eles, provocar emoção – aí, amigo, tem que perguntar ao Dias Gomes, ao Boni.
Do novo Brasil, de A, B, C, D e Z a Globo não entende mais.
Ou melhor, o jornalismo da Globo.
O jornalismo da Globo não entende mais nem de fazer telejornalismo.
Telejornalismo na era da internet.
Continua a fazer o telejornalismo do Armando Nogueira – com uma inclinação política ainda mais nociva.
Nesse campo, a Globo brinca com fogo.
É bom ela não esquecer que explora um bem público – o espectro eletro-magnético, em regime de provisória concessão.
O que tem a Globo?
A teledramaturgia.
Que, no Brasil, é uma invenção dela.
A carpintaria é dela, o léxico é dela.
Nisso, ela é hegemônica.
Porque é quem faz melhor o produto que ela mesma criou.
É a Coca-Cola das emoções.
Então, vai dizer que a Globo domina a Classe C quando exibe novelas?
Vai dizer que a Avenida Brasil é boa só porque retrata a Classe C do Divino?
Tá.
Me dá um Marcos Caruso que eu te dou a Classe A, B, C, D…
Nas telenovelas ela domina porque faz um bom produto.
Criou o mercado e o produto.
No resto, ela perdeu a mão.
Não sabe mais onde o Brasil se localiza.
Se na Metrópole ou na Colonia.
Se em Madureira ou em Marechal.
(Na Barra é que não é).
Pode botar todos os programas da Globo para chamar o jornalismo da Globo.
Jogar toda a mídia espontânea em cima.
Dá nisso: 5,9%.
Fora da dramaturgia, a Globo é um tigre de papel.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Globelezação, Ibopes da vida, Jornalismo, Olivia Benson do tucanato, Poderes ocultos, Podres poderes, Variedades e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s