L.A. Screenings 2012: o raio-X da programação da ABC para a temporada 2012-2013, segundo as distribuidoras internacionais


Nem todos os programas da ABC são distribuidos pela Disney ou por algumas de suas principais concorrentes e isso deve dificultar a exibição de algumas séries no Brasil

Da redação TV em Análise

Katherine Bomboy-Thornton/ABC/Divulgação

Connie Britton in ABC's 'Nashville'
Intimidação contra Rayna James (Britton), feita via telefone pelo Roberto Irineu Marinho: depois do ato de espirrar, do tebowing, do Datena, da Petrobras, do Minha Casa Minha Vida, da Ley de Los Medios e do reino mineral, a Globo também é contra a musica country americana

Com a L.A. Screenings em curso em Los Angeles e com os upfronts das cinco principais redes abertas já encerrados, representantes de programadoras e emissoras internacionais começam a correr atrás das novidades ofertadas pelas emissoras. No caso particular da ABC, por exemplo, nem todos os programas da grade abaixo não são distribuidos pela Disney Media, braço de distribuição da ABC para o mercado internacional.
Veja abaixo a grade da ABC, esquadrinhada por distribuidora:

NÃO VALE O QUANTO PESA
Contra a exibição de Nashville no Brasil, só a tusta da Globo embalada pelo sertanojo universotário de Luan Santana, Michael Telló, Gustavo Lima, et caterva. Para a Tami Taylor, vale o lixo escrito pelos mervais da vida.
Dia/Hora 19:00 20:00 21:00 22:00
Domingo America’s Funniest Home Videos Once Upon a Time (Disney) Revenge (Disney) 666 Park Avenue (Warner)
Segunda-feira Programação Local Dancing with the Stars (BBC)/The Bachelor (Warner) (jan.) Castle (Disney)
Terça-feira Programação Local Dancing with the Stars: Resultados (BBC)/How to Live with Your Parents (For the Rest of Your Life) (Fox) (20:00)/The Family Tools (20:30) (Disney) (jan.) Happy Endings (Sony)/Don’t Trust The B in Apartment 23 (Fox)(21:30) Private Practice (Disney)
Quarta-feira Programação Local The Middle (Warner)/Suburgatory (Warner) (20:30) Modern Family (Fox)/The Neighbors (21:30) (Disney) Nashville (Lionsgate)
Quinta-feira Programação Local Last Resort (Sony) Grey’s Anatomy (Disney) Scandal (Disney)
Sexta-feira Programação Local Shark Tank (Sony) (set.)/Last Man Standing (Fox) (20:00)/Malibu Country (Disney) (20:30) (nov.) Shark Tank (Sony) 20/20 (Disney)
Sábado Programação Local Saturday Night College Football

No caso particular de Nashville, a resistência das programadoras nacionais em comprar essa série esbarra no fato de sua distribuição internacional estar nas mãos da Lionsgate, e não da Disney. Pesa contra sua exibição na América Latina, principalmente por aspectos culturais. A começar das telenovelas da Globo, vendidas como água de qualidade duvidosa em feiras internacionais como a L.A. Screenings. Traduzindo: nos bastidores, a Globo trabalha contra a exibição de Nashville nos canais pagos. Prefere vender à Connie Britton do Friday Night Lights e do American Horror Story peixe podre e contaminado de mercúrio embrulhado em editorial do jornal O Globo insinuando que o Roberto Civita não é o Rupert Murdoch, impedindo seu depoimento na CPI sobre as atividades ilícitas do bicheiro Carlinhos Cachoeira.
Desde o fechamento do canal pago CMT Brasil, em 2000, a Globo tem trabalhado sistematicamente para barrar da mídia toda e qualquer referência à música country em seus programas, telejornais e sites. Exerce, ao lado de sua mídia aliada, uma censura de mercado. Vide o que está prestes a acontecer com Malibu Country, protagonizada por Reba McEntire, cuja discografia nada importa para os Michaels Tellós, Luans Santanas e Gustavos Limas da vida, loados por aspirantes de mervais, mários sabinos e outras espécies de porcos de redação da nominada grande imprensa.
***
Para atender critérios editoriais, o Críticas, ao contrário do ano passado, optou este ano por esquadrinhar a programação das redes abertas americanas por distribuidora, para efeito de vendas internacionais. Apesar da intempestuosidade deste texto, necessária até, a função é informar de forma bem clara, transparente, de modo a tornar a grade mais compreensível para os programadores nacionais. e, principalmente, para fãs de séries, ansiosos por saber se essa ou aquela trama vai ou não passar. O caso de Nashville, devidamente desviscerado, é um exemplo emblemático. Exemplo de como projetos arrojados como este correm o risco de serem jogados ao relento. Que o digam programadoras como Sony, HBO, FOX, entre outras, mais a própria Globosat, dona do GNT, do Multishow, da Globonews e, em parte, do Universal Channel.
Amanhã, seguindo esta nova rotina editorial, faremos um panorama de distribuição das novas séries da CBS para a temporada 2012-2013 junto ao mercado internacional. A disco music acabou. O Carnaval acabou. O rock acabou. Donna Summer está morta, a MPB, o forró de raiz, Geraldo Filme, Nenê de Vila Matilde, o samba de roda e a dupla Tonico e Tinoco também. Péssima noite para os censores heraldos mervais globais da Faith Hill, do Eli Manning e do Tim Tebow.

Vale ressaltar que esse esquadrinhamento é adotado pela revista eletrônica de negócios televisivos World Screen. Como até agora não chegaram as informações das distribuidoras sobre séries de TV a cabo, o bom senso manda esperar. Assim o faremos (J.E.L.).

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Música, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para L.A. Screenings 2012: o raio-X da programação da ABC para a temporada 2012-2013, segundo as distribuidoras internacionais

  1. Pingback: As ofertas das distribuidoras internacionais após os upfronts das redes americanas para a temporada 2012-2013 – parte 1: Disney Media Distribution/ABC | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: As ofertas das distribuidoras internacionais após os upfronts das redes americanas para a temporada 2012-2013 – parte 4: distribuidoras independentes | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s