Não espere muita coisa do “novo” Miss Brasil(*) da Band


Reunião com a Band nesta terça-feira (10), em SP, deve selar futuro de várias coordenações estaduais

Da redação TV em Análise

Michael Becker/FOX/Divulgação

"American Idol's" DeAndre Brackensick
Na foto, DeAndre Brackensick do Ídolos americano cantando na reunião dos escassos diretores estaduais do Miss Brasil(*) da Band com a cúpula da Enter, numa churrascaria vagabunda de beira de estrada, na Via Dutra (sentido São Paulo-Rio)

A seis dias da reunião extraordinária da Band com os coordenadores do Miss Universo Brasil nos Estados, há mais incertezas do que promessas acerca do projeto nebuloso da emissora para a etapa brasileira do Miss Universo 2012. Depois do descredenciamento da Gaeta Promoções e Eventos, em setembro passado, várias coordenações do Miss Brasil ficaram sem verba para realizar os concursos deste ano e pelo menos cinco a nove candidatas terão de ser indicadas em caráter emergencial em alguns Estados.
Segundo alguns coordenadores estaduais, a Band esconde o projeto do Miss Brasil 2012 com medo de ser acusada de usar o concurso com propósitos eleitorais, para beneficiar candidatos do PSDB/DEM/PPS em alguns Estados.
Na sua coluna no jornal Diário do Povo nesta terça-feira (3), o coordenador do Miss Piauí Nelito Marques mostra apreensão com o que a Band tenta esconder das 14 coordenações estaduais já credenciadas pela Enter, empresa da Band credenciada pela Miss Universe Organization para representar o Miss Universo no Brasil. “A grande expectativa dos missólogos é saber da Band o que irão ouvir sobre o concurso”, desabafa Marques, coordenador do Miss Brasil no Piauí há 21 anos.

Verbas publicitárias

Segundo fontes da Enter, há problemas para fechar a verba publicitária do Miss Brasil-Miss Universo 2012, que envolve também a exibição de concursos regionais em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. No ano passado, a Band teve prejuízo de R$ 37 milhões com a transmissão do Miss Brasil(*), que teve apenas duas cotas de patrocínio e a pior audiência da história.
Como o Críticas já antecipou, Estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste não contam com coordenações montadas para o Miss Universo Brasil, casos de Roraima, Acre, Amapá, Maranhão e Rio Grande do Norte por exemplo. Por trás, estaria havendo pressão da Rede Globo, aliada à Gaeta e a políticos demotucanos, para que se fizesse boicote ao Miss Universo Brasil, a despeito do acordo de transmissão do futebol com a Band.

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Fora Gaeta, Globelezação, Nossas Venezuelas e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Não espere muita coisa do “novo” Miss Brasil(*) da Band

  1. Sandra simões Maluf disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkk GG Gaeta e Globo!! hein?? onde tem esses dois dedos DiABÓLICOS aí também estará toda a desgraça desse concurso de Miss Brasil 2012! sinceramente? ja sinto cheiro de nuvens carregadas!! aguardem!

  2. gabriel medeiros disse:

    E quando alguém fala que o concurso é um jogo de cartas marcadas, a candidata já é escolhida antes mesmo do concurso ao titulo de Miss Brasil, os corruptos falam: imagina!!!! O concurso é sério…

    • João Lima disse:

      The pageant is not serious, dear Gabriel. Basta enxergar as duplicatas emitidas pela Enter, pelo Governo do Estado de São Paulo e pela Prefeitura da Cidade de São Paulo em desfavor da MUO, rendendo-lhe um prejuízo de US$ 34 milhões (R$ 68 milhões). Dívida monstruosa essa a ser cobrada judicialmente pelo prefeito eleito Fernando Haddad (PT), que já enfrenta uma marcação cerrada do consórcio Globo-gaeta(*)-Band-PSDB-DEM-PPS-STF para não aplicar a Ley de Los Medios argentina aos veiculos de comunicação brasileiros.

      Ass. Jonny Lee Miller
      Lucy Liu
      E o resto dos atores que interpretaram Sherlock Holmes e doutor Watson, não alinhados com as abobrinhas de certos colonistas(**) sociais, aliados ao monopólio da Globo e ao projeto tucano-neoliberal de destruição do Brasil a partir de 1º de janeiro de 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s