Assunto da semana: O que se pensar da festa do Oscar para a disputa dos Emmys


As considerações do Oscar 2012 para os Primetime Emmys

Getty Images

https://i0.wp.com/blog.zap2it.com/pop2it/esperanza-spaulding-oscars-getty.jpg
Qual é a música, minha filha?

Chancela de indicações para os Primetime Emmys de setembro, a cerimônia do Oscar realizada no último domingo, em Los Angeles, parece ter, mas não de sobra. A espadada do produtor Brian Grazer para cima dos atos musicais (restritos a um In Memoriam da Esperanza Spalding – What a Wonderful World, de Louis Armstrong) e dos clipes de filmes indicados pasteurizou um pouco a festa-mor do cinema.

Robyn Beck/AFP

https://i1.wp.com/veja.abril.com.br/assets/pictures/68588/cerimonia-tapete-vermelho-oscar-20120226-103-size-598.jpg
É Steve e não Esteve Jobs, funkeira Gracy Kelly (a.k.a. Mulher Maçã)

Coordenada por Don Mischer no teatro rebatizado às pressas de Hollywood and Highland Center, após a debandada do patrocínio da Kodak numa corte de falências de Nova York, a 84ª edição do Oscar (cá retransmitida na íntegra pelo canal pago TNT e pela metade pela Globo) teve no humor chocho de Billy Crystal seu ponto mais alto. Coisa puramente industrial, como o saquinho de leite da padaria. Não convence nem decepciona. Mas também teve seus erros crassos.

Reuters

https://i1.wp.com/veja.abril.com.br/assets/pictures/68568/cerimonia-tapete-vermelho-oscar-20120227-07-size-598.jpg
Este parágrafo foi patrocinado pelo leite Delta

Com o samba de Emma Stone atravessado por uma piada de Ben Stiller na apresentação da categoria de efeitos visuais e os comediantes Will Ferrell e Zach Galifianakis batendo pratos para a derrota anunciada de Carlinhos Brown e Sérgio Mendes na área de canção original, o Oscar rendeu à rede americana ABC sua segunda melhor audiência desde 2007 (39,3 milhões de telespectadores). Convenceu.

Getty Images

https://i0.wp.com/blog.zap2it.com/frominsidethebox/will-ferrell-oscars2012-getty.jpg
Will Ferrell para José Wilker da Tevê Globo: “Acorda Brasil!”

Mais conciso e direto em relação aos dois anos anteriores, a edição 2012 dos Oscars chegou no meio-termo entre a rapidez dos Golden Globes e a tradição industrial dos Grammys, todos com duração delimitada. Para a disputa dos Primetime Emmys, no entanto, os únicos méritos de indicação deverão ficarão nas esquetes editadas, uma delas fazendo pirraça das audições para O Mágico de Oz. E só. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (4/3)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cinema, Coluna da Semana, Especiais, Eventos, Premiações e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s