Jennifer Lopez manda a Folha(*), Ney Latorraca, Luis Erlanger e Moraes Moreira irem ‘para aquele lugar’


“Não mexam com meu Casper”

Por Paulo Henrique Amorim
No Conversa Afiada

Reprodução/Conversa Afiada

https://i2.wp.com/www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2012/02/Jenniferlopez_tvdestaques.jpg
J-Lo ao Erlanger, à Globo e à Folha(*), sócias no jornal Valor Econômico: “Vocês não sabem, nem nunca procuraram saber que quando a gente ama é pra valer… Babacas!”

“Saiu na ácida cobertura Folha do Caranaval carioca.
A Folha(*), como se sabe, é contra o Carnaval, o Google e a pasta de dentes.

Folha – Você gosta de cerveja?
Jennifer Lopez – Não, eu não sou o tipo que bebe cerveja, mas tenho muitos amigos que bebem [risos].
Então por que você aceitou fazer essa campanha [da Brahma]?
Porque era sobre o Brasil, sobre o Carnaval, sobre a celebração da vida. Era mais sobre essas coisas boas do que qualquer outra. E eu nunca tinha estado no Carnaval. Pensei que era uma boa maneira de ter essa experiência.
Ganhou muito dinheiro?
Hã? ‘Sorry?’ [Desculpe?]. Eu não sei. Eu não penso muito nessas coisas. E acho que falar disso é de mau gosto.
Quais os benefícios de se relacionar com alguém mais novo [seu namorado, Casper Smart, tem 24 anos]?
Ah! Ra-ra-ra [ estica o braço em direção à repórter, fecha a mão em um gesto de acabou].
A assessoria fala: “Obrigada, gente. Acabou!”. Um dos dois seguranças que vieram dos EUA com J.Lo grita: “Todo mundo pra fora, agora!”.

NAVALHA

Foram perguntas inconvenientes, agressivas – e inúteis.
Tinham a única função de constranger e irritar o entrevistado.
E demonstrar que o entrevistador é mais importante que o entrevistado.
E a Folha(*) foi embora sem a sua inesquecível entrevista”.

Letra abaixo de Se Você Pensa, sussurrada pela Jennifer Lopez aos jornalistas da Folha de S. Paulo e da Rêde Globo, que ficaram sem entrevistá-la na Sapucaí (a despeito do monopólio da emissora carioca) – serve para a Catanhêde, para o Evandro Hazzy, para o Boris Casoy, para a Emily Deschanel (que acumula contratos com a Globo e com a Band), para o Luis Erlanger, para a Priscila Machado, para o Roberto Irineu Marinho, para o Merval Pereiera, para a estelionatária Nayla Micherif, para o ACM Neto, para o Tasso Jerissati, para Carlos e Iara Jerissati, para o Pedro Malan, para o Salvatore Cacciola (que já foi casado com a ex-miss Brasil Adriana Alves de Oliveira), para o Ricardo “No Limite da Irresponsabilidade” Sérgio, para o Cerra, para a Soninha Francine, para o barba-azul manauara e serviçal da Globo/CBN Ronaldo Tiradentes, para o Ronaldo Fenômeno, para o franco-atirador travestido de poeta Ronaldo Cunha Lima e seu filho senador Cássio, para o Francisco Franco, para o Eduardo Azeredo, para a Deise Nunes (espécime de aprendiz afro-descendente de Alicia Florrick da direita gaúcha, casada com um dos quadrilheiros da “máfia do Detran”)…

Se você pensa que vai fazer de mim
O que faz com todo mundo que te ama
Acho bom saber que pra ficar comigo
Vai ter que mudar
Daqui pra frente, tudo vai ser diferente
Você vai aprender a ser gente
O seu orgulho não vale nada
Nada
Você tem a vida inteira pra viver
E saber o que é bom e o que é ruim
É melhor pensar depressa e escolher
Antes do fim
Você não sabe, nem nunca procurou saber
Que quando a gente ama pra valer
Bom mesmo é ser feliz e mais nada
Nada

Vídeo abaixo do Chantástico(**), de 1976:

(*)Folha é o jornal que não se deve deixar a sua tataravó ler porque publica palavrões e mostra sem censura os seios, os pêlos pubianos, a vagina e a bunda da miss Pernambuco 2008, Michelle Fernandes da Costa, em revista masculina publicada a poucos dias de passar a faixa à sua sucessora, em março de 2009. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Cássio Cunha Lima DEPOIS de cassado e pergunta o que ele achou do processo no TSE, da ditabranda, do câncer de Fidel, da ficha falsa da Dilma, das mulheres-fruta, das ancas da cantora Jôsy, do ódio a piauienses encampado pelo Rafinha do Emocore, da Carla Perez lecionando “i” de iscola, da Rayanne Morais “eleita” Miss Brasil 2009 pelo site EGO, ligado à Globo (sócia da mesma Folha no jornal de negócios Valor Econômico), que vestiu FHC com o manto de “bom caráter”, porque levou dezoito anos para reconhecer um filho seu fora do casamento (com uma jornalista empregada da Globo), que mandou a Diane Sawyer da Globo News avacalhar o cantor itainopolense Frank Aguiar por causa de um filme e de uma entrevista sórdida com uma aspirante a aspirante a aspirante de celebridade paulista a uma aprendiz de Oprah do Primetime da Rede TV!, que publicou texto sórdido de um professor de comunicação da USP sobre o Miss Universo 2007, que ainda fala mal do Saulo Roston (vencedor do Ídolos 2009), que matou o senador paulista Romeu Tuma e depois o ressucitou, mandou a Mariska Hargitay falar mal do Piauí e a Tamara Tunie, o Ice-T e o Christopher Meloni bancarem o Sérgio Ricardo quebrando o violão no Festival da Record de 1967 em Law & Order: Special Victims Unit , deixou o elenco de Law & Order: Criminal Intent e o Robin Williams avacalharem o Brasil em seriado da USA Network e programa de entrevista da CBS, é o que é porque o dono é o que é e que, quando a mineira Elaine Parreira Guimarães ficou em quinto lugar no Miss Universo 1971, emprestava os carros de reportagem aos torturadores.
(**)Combinação da chantagem jornalística do padrão global para dar Ibope e vender jornal e revista com a estética ultrapassada e retrógada do Fantástico, capenga na audiência

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Globelezação, Imprensa monopolista, Imprensa sulista-separatista, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Jennifer Lopez manda a Folha(*), Ney Latorraca, Luis Erlanger e Moraes Moreira irem ‘para aquele lugar’

  1. Pingback: Rede Globo, 512 anos de esculhambação | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s