Ante os acordos bilionários de TV para o Oscar e as Olimpiadas, Trump paga uma miséria para manter o Miss Universo(*)


20 pila, como diria o assassino em série

Da redação TV em Análise

Fotos Agência Estado e Laura Cavanaugh/UPI

https://i2.wp.com/i0.ig.com/fw/b0/a8/o3/b0a8o3n1ofa59e1ykymnwsrsp.jpghttps://i2.wp.com/ph.cdn.photos.upi.com/slideshow/lbox/493cd8a3a7b80f128060a62a1d9424eb/TOWER-HEIST-PREMIERE.jpg
Chico Picadinho pensa atrás das grades o quanto Trump ganha

O novo valor da fortuna geral de Donald Trump (US$ 7 bilhões), maior que o divulgado recentemente pela revista Forbes, impressiona até a mais besta do apocalipse fabricada em redação globelezada de Recife. Impressiona até ontem. Mas, por partes, como diria o famigerado Francisco Picadinho do Dexter Morgan, a coisa fica assim:

-Imóveis comerciais: US$ 1,37 milhão;
-Clubes privados: US$ 1,22 bilhão;
-Imóveis de co-propriedade: US$ 652 milhões;
-Imóveis em construção: US$ 261 milhões;
-Valor em caixa: US$ 270 milhões;
-Dívidas: US$ 379 milhões

O que chama a atenção é o valor pago por Trump para manter a concessão do concurso de Miss Universo(*) junto à Comcast-NBCUNiversal: US$ 20 milhões por ano. Valor altamente irrisório ante o recente negócio firmado entre a própria NBC e o Comitê Olímpico Internacional (COI) para manter as Olimpíadas na TV aberta e fechada americanas até os jogos de 2020: US$ 4,38 bilhões.
Sem contar os acordos firmados entre a FIFA, a FOX e a Telemundo para as Copas do Mundo de 2015 a 2022, Trump paga isso sim uma verdadeira miséria para manter seu concursinho de beleza, ante a caixa-preta não revelada do futebol tradiocional. Isso também contando a renovação recente do acordo de transmissão do Oscar entre a AMPAS (Academia de Artes e Ciências Cinematográficvas, na sigla em inglês) e a ABC (a qual arrecadou US$ 80 milhões com a venda de comerciais durante a premiação deste ano).
Tradução: Trump paga uma miséria para manter o Miss Universo(*) na NBC e na Telemundo. Isso sem contar a sua audiência decrescente no mercado norte-americano.

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s