Apesar de terceiro lugar de Priscila Machado no Miss Universo(*) 2011, Band reduz preço de comercial em concursos estaduais


Subfaturando em cima da glória e incentivando o descaso

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Associated Press/12.11.2011

http://i1.r7.com/data/files/2C95/948E/338F/6EDA/0133/9CA7/BA46/702F/Cigano_Cain%20Velasquez_UFC_AP%20(700).jpg
Na foto, Junior Cigano, moeda de troca para a Band dividir o UFC com a Globo. E a Globo tirar da Band os concursos de misses e repassá-los de bandeja ao raquítico SBT: Na nossa frente tem a E!, o Sony, o AXN, a MTV, o TLC, a TV Senado, a TV Câmara, a Al-Jazeera, o ridículo do Gene Simmons, as Kardashians, o The X-Factor, o American Idol, o Sunday Night Football, a Faith Hill, o Al Michaels, o Ryan Seacrest, o Steve Jones, a Giuliana Rancic, o Datena, a Paula Abdul, o L.A. Reid, o Simão Cowell, a Cheryl Cole, o David Boreanaz, o Diogo Nogueira, a Emily Deschanel, o David Caruso, a Emily Procter, a Sela Ward, o Gary Sinise do Apollo 13 no CSI: NY

Já está praticamente pronta a tabela de anúncios dos concursos estaduais válidos pelo Miss Brasil(*) e Miss Universo(*) 2012 a serem transmitidos pela Band. A grande novidade fica por conta da redução do valor de tabela dos anúncios de 30 segundos a serem veiculados em rede nacional, que sofreram uma defasagem de 90% em relação ao projeto Pesadelo de Miss(**) em 2011. Mesmo com o terceiro lugar conquistado pela gaúcha Priscila Machado, diretores da área comercial da própria emissora sentiram-se pressionados a reduzir o preço de tabela dos anúncios (por precaução, em caso de uma eventual desclassificação desta entre as 16 semifinalistas, o que não aconteceu) que não estariam cobrindo os altos custos de produção nem do Miss Brasil(*) tampouco do Miss Universo(*), que consumiu R$ 39 milhões do Erário da cidade de São Paulo, cidade-sede da 60ª edição do certame internacional, realizada em setembro último.
De acordo com fontes da área comercial da Band, normalmente costumava-se cobrar entre R$ 15 e R$ 20 mil por comercial nacional de 30 segundos em uma transmissão do Miss São Paulo, por exemplo. Valor esse que triplicava durante o Miss Brasil e, que este ano, quadruplicou no Miss Universo, realizado em 12 de setembro no Credicard Hall. Tamanha expectativa fez sentido e até hoje executivos da própria Band ainda estão de ressaca com os resultados obtidos no Ibope da Grande São Paulo, os melhores desde o Miss Universo(*) 2003.
Analisando bem a realidade das contas, executivos mais afinados com o argentino Diego Guebel, espécie de Manu Ginobili do Morumbi, acharam melhor não apostar alto em transmissões locais de etapas do Miss Universo Brasil 2012, cujo custo de produção já teria estourado a casa dos R$ 45 milhões, o triplo do permitido pela Band. Com a produção toda repassada à Enter-Entertainment Experience, braço de eventos do grupo, a Band se livra de um custo ainda maior e fica apenas com a comercialização e a transmissão dos eventos. Pelo plano da Band, a intenção é transmitir 12 concursos estaduais até meados de maio de 2012: Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Distrito Federal e Pernambuco. O concurso de Miss Ceará, planejado para entrar na grade da TV Jangadeiro, só deve ir para a nova casa em 2013, assim que o atual contrato com a TV Diário (emissora ligada à TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo) se encerrar.

As contas

Pelo relatório obtido pelo Críticas, a Band reduziria os preços de tabela dos comerciais de 30 segundos dos três principais concursos estaduais (Miss São Paulo, Miss Rio de Janeiro e Miss Minas Gerais) dos R$ 65 mil cobrados este ano para R$ 47 mil para a temporada 2012, tomando como base os baixos índices de audiência obtidos pela emissora com os três eventos. Há na Band quem fale em parar as transmissões dos concursos de beleza a partir de 2014, pois estes eventos descaracterizariam um dos pilares do canal: o esporte. A retirada dos concursos de beleza é uma das condições impostas pela UFC para a Band assegurar o sub-licenciamento dos cards de lutas junto à Globo, nova detentora dos direitos da modalidade em TV aberta.
Caso a Band fique com o sub-licenciamento das lutas menos importantes do UFC (dos cards principais, excetuando-se as lutas mais importantes), quem terá a comemorar é o SBT, que desde já planeja, em acordo com a Globo, tirar da Band todos os concursos estaduais, o Miss Brasil e o Miss Universo a partir de 2013, com o intuito de evitar que a TV Diário de Fortaleza perca os direitos do Miss Ceará a partir de então.

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(**)O antônimo de Sonho de Miss. Porque, como diriam Robert Goren e o padeiro da esquina, “esperança é para trouxas” e “quem vive de sonhos é padeiro”

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Elliot Stabler da direita, Esportes, Eventos, Força da Grana, Globelezação, Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Pesadelo de Miss, Prime Suspect Behavior da Sônia Abrão, Projetos especiais, Samba de uma nota só e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s