Um mês depois do Miss Universo(*) 2011, Band ainda não montou a equipe de coordenação do Miss Universo(*) Brasil


Os concursos estaduais que se danem

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Daia Oliver/R7

https://i1.wp.com/i1.r7.com/data/files/2C95/948F/3057/3830/0130/5E31/95E5/33BC/1misses1.jpg
Candidatas do concurso Miss São Paulo em 2011, um dos concursos estaduais ameaçados de acabar devido à corda bamba travada na disputa entre a Band, nova detentora do Miss Universo(*), e a gaeta(**), aliada histórica das Organizações Globo desde o final da ditabranda militar

Apesar das recentes mudanças na área artística (a troca de Hélio Vargas pelo argentino Diego Grumbel) e, sobretudo, prejudicada pelo chamado “Wanessa-Rafinha Bastosgate”, a direção da Band não conseguiu chegar a um denominador comum para formar o núcleo de coordenação do concurso Miss Universo(*) Brasil, que deve substituir o atual modelo do Miss Brasil(*) a partir de 2012. Com a ameaça de Wanessa Camargo de mandar o comediante do CQC para a cadeira elétrica (nos Estados Unidos de Sarah Palin e Michelle Bachmann, três anos de cadeia é pouco), a Band se vê entre a cruz e a espada na hora mais difícil de fechar a base brasileira de representação do concurso Miss Universo. É ela quem vai estabelecer os elos entre a emissora do Morumbi e a Miss Universe Organization, em Nova York, daqui para frente.
Sem núcleo definido, perdem com essa indecisão os coordenadores da maioria dos concursos estaduais ainda atrelados à gaeta(**) promoçoe$ e evento$, empresa testa-de-ferro da Globo que coordenava o Miss Universo(*) no Brasil desde 1994. Exceção feita ao Miss Piauí, que já acertou com a Enter, empresa de eventos da Band, a maioria absoluta dos concursos estaduais até este ano válidos pelo Miss Brasil(*) ficou abandonada como um cão sem dono. Para se ter uma ideia, a nova coordenação do Miss Rio Grande do Norte, sediada em Mossoró, tampouco deve assinar com a Enter. Diretores da Enter defendem que, pelo fato de a Band já ter emissora própria em Natal, a coordenação do Miss Rio Grande do Norte-Universo fique nas mãos de Francisco Oliveira, mas com a condição de responder diretamente ao comando da Band, em São Paulo.
Na Paraíba, no entanto, a situação é mais complicada: com ordens expressas para repassar a coordenação do Miss Universo no Estado à sua afiliada, a TV Clube de João Pessoa, a Band já avisou Pedro Neto (coordenador credenciado pela gaeta[**] em 2009) que sua entrada no Miss Universo(*) Brasil já foi negada. Um outro profissional, nomeado de livre escolha pelos Diários Associados de Pernambuco (cuja TV Clube local já transmite a etapa pernambucana do Miss Universo há anos), vai assumir a tarefa. E com um passado altamente negativo. Miguel Braga, responsável pela eleição de Michelle Fernandes da Costa como Miss Pernambuco(*) 2008, já consta na lista negra da Miss Universe Organization por ter infringido o regulamento do certame, ao permitir que a então detentora do título posasse nua para a revista Playboy de março de 2009, escondida sob o rótulo de ex-participante do Big Brother da TV Globo.

Fotos Reprodução de Internet e Reprodução/Playboy

http://noticiasdatvbrasil.files.wordpress.com/2011/07/3dbjl.jpg?w=468&h=602http://galeriadasfamosas.files.wordpress.com/2011/02/revistaboa-wordpress-com-1910.jpg
Nas fotos, dois flagrantes de irregularidades em concursos estaduais da gaeta(**)

E de irreguilaridades com o regulamento Evandro Hazzy entende muito bem: coordenador do Miss Rio Grande do Sul desde 1999, Hazzy deve ser efetivado pela Enter para dirigir o Miss Rio Grande do Sul Universo, deixando à gaeta(**) em uma situação de extremo perigo no Rio Grande do Sul. Essa será a primeira derrota da máfia de Nayla Micherif e Boanerges Gaeta Jr. após terem sido expulsos da coordenação brasileira do Miss Universo(*), justo em função das fotos seminuas que Priscila Machado fizera antes mesmo de levar a vaga gaúcha para o Miss Brasil(*) 2011, no qual acabaria sendo eleita sob suspeita. É um dos raros casos de coordenação estadual bem entrosada com a alta direção da Band, cujo acordo vem desde 2003.
Com Hazzy e Nelito Marques sozinhos para coordenar suas etapas estaduais (Rio Grande do Sul e Piauí), o Miss Universo Brasil(*) da Band vive momentos difíceis para o credenciamento de seus coordenadores estaduais e municipais (o que por si só já é outro fato grave). Até a redação desta matéria, nenhum coordenador municipal procurou a Enter para se credenciar. Pior: nem a Enter sequer começou o credenciamento dos coordenadores estaduais nas regiões Norte e Centro-Oeste. A maioria, como se sabe, aliada com a gaeta(**) e com o monopólio da Rede Globo e do PSDB-DEM-PPS-PSD-Cansei-TFP-Tea Party-UDN do forró pornográfico da Calcinha Preta.
Para o caso do Miss São Paulo Universo, no entanto, a coisa fica mais emblemática: para um Estado que tem 645 municípios, a quantidade de candidatas seria tão pequena que a maioria das prefeituras do interior sequer tem condições de bancar as despesas exorbitantes para inscrever suas candidatas. Só cidades altamente importantes como Campinas, Ribeirão Preto, Santos, Presidente Prudente, Sorocaba, São José dos Campos, Taubaté e outras tem condições financeiras de organizarem seus certames, amparados por empresários locais e, em alguns casos, as emissoras locais da Band. Fica aí organizada a confusão: se São Paulo tem 645 municípios, como fazer os cortes para caber 30, 35 candidatas na final televisionada da Band para todo o país? Isso resultaria num processo mais doloroso que o adotado no Nuestra Belleza Mexico, que chega a comportar 40 candidatas dos 33 Estados do país. A conta sairia cara para muitas candidatas que perderiam anos de estudo para chegar a esse ponto. Outro problema pendente é a manutenção de Giovanna Nogueira, nomeada pela gaeta(**), para coordenar o novo concurso estadual. Internamente, na Band, a ordem é não mexer no que está estabelecido, apesar de alguns de seus diretores defenderem a contratação de um coordenador estadual exclusivo para atender às demandas da Miss Universe Organization e da Enter (o que deve acontecer logo). Nada que cheire à passagem maléfica dos Putins de Divinópolis pelo Morumbi.

Jim Mone/AP Photo

https://i0.wp.com/images.publicradio.org/content/2010/04/08/20100408_michele-bachmann-sarah-palin_33.jpg
Na foto, a cantora Wanessa Camargo e Nayla Micherif em campanha para Cerra e Aécio Nevermind

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(**)gaeta é o modo como a Gaeta Promoções e Eventos deve ser sempre escrita: em minúsculas, para provar o quanto o Brasil é uma sub-Venezuela, um sub-Porto Rico, uma sub-Colômbia (tipo um Whooper Jr.) ou uma Guatemala tamanho-família (tipo esses sanduíches Whooper do Burger King, Sub do Subway, Big Bob, Big Mac e afins) em termos de concursos de misses

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Globelezação, Nossas Venezuelas, Pesadelo de Miss, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s