A audiência americana da segunda-feira, 3 de outubro de 2011


Dancing with the Stars e The Sing Off se destacam, maioria das séries cai e NBC enterra The Playboy Club após três episódios, ameaçando exibição na TV paga brasileira

Da redação TV em Análise

Fotos Divulgação/NBC e Adam Taylor/ABC/Divulgação

https://i0.wp.com/s1.daemonstv.com/tv/up/2011/10/THE-SING-OFF-Season-3-Episode-3-34-550x365.jpghttps://i1.wp.com/assets.nydailynews.com/img/2011/10/04/alg_dancing_with_stars_2.jpg
Cantores do The Sing Off e Ricki Lake bailando para não ser eliminada

Noite de segunda-feira totalmente distinta para a televisão aberta norte-americana. Enquanto boa parte das séries de horário nobre perdeu público a ponto de produzir, inclusive, o primeiro cancelamento da temporada 2011-2012 (The Playboy Club, NBC, prevista para ir ao ar em novembro no Brasil no canal pago FX), os dois realities de competição da faixa (Dancing with the Stars, da ABC, e The Sing Off, da NBC) experimentaram crescimentos impressionantes de público em relação à segunda semana da fall-season. Para o caso do reality de canto, o crescimento foi de 7%, segundo a Nielsen Media Research.
A ABC liderou a noite em número de telespectadores, com 14,9 milhões, média de 9,7 e share domiciliar de 15 contra 12,4 milhões, 7,6 de média e 11 de share obtidos pela CBS. Em terceiro, ficou a FOX, com 9 milhões de telespectadores, 5,4 de média e 8 de share. A NBC teve 4,4 milhões de telespectadores, média de 2,7 e share de 4. A The CW fechou a faixa das 20 às 23h com 1,6 milhão de telespectadores, 1,1 de média e 2 de share.
Entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos, a liderança coube no entanto à CBS, beneficiada por Two And a Half Men: 4,3 pontos contra 3,4 da FOX, que exibiu Terra Nova e House. A ABC ficou com 2,9, a NBC com 1,6 e a The CW com apenas 0,7.
Hora por hora (horários da costa leste americana), estes são os números da Nielsen Media Research:

20h

ABC: Dancing With the Stars (16,2 milhões de telespectadores, 10,5/16 domiciliar)
CBS: How I Met Your Mother (10,5 milhões, 6,4/10)/2 Broke Girls (11,4 milhões, 6,9/10)
FOX: Terra Nova (8,3 milhões, 3,0/5)
NBC: The Sing-Off (5,1 milhões, 3,0/5)
The CW: Gossip Girl (1,45 milhão, 1,0/1)

Líder 18-49: How I Met Your Mother (4,5)

Comentário: Ótimo começo de noite para o DWTS, que conseguiu arrebanhar uma Feira de Santana inteira de audiência em relação à semana passada nesta faixa. Ironia à parte com a cidade baiana, as comédias da CBS How I Met Your Mother e 2 Broke Girls perderam, respectivamente, 100 mil e 200 mil telespectadores em relação à semana passada. Em números percentuais, isso corresponde a uma queda de público em 4%. Apresentada como mega-hit ambientalista pós-Avatar, Terra Nova (que vai estrear já na próxima segunda na FOX brasileira) perdeu 700 mil telespectadores em relação a seu super-anunciado piloto (vamos acompanhar a movimentação dos números para ver o que efeitivamente acontece). Ainda é cedo para dizer se a trama vai ou não ser renovada. Devido à sua complexidade de produção e, principalmente, aos efeitos especiais, a primeira temporada de Terra Nova vai ficar só com 13 episódios. Todos com a assinatura de Steven Spielberg na produção-executiva (tal qual está acontecendo também com Falling Skies, lançamento mundial da TNT empreendido em junho último). A primeira hora de outra competição, deste feitio musical, The Sing Off teve 300 mil telespectadores a mais em relação à semana passada. E Gossip Girl abriu a noite da The CW com míseros 50 mil telespectadores a mais.

Divulgação/CBS

https://i1.wp.com/s1.daemonstv.com/tv/up/2011/10/two-half-men.jpg
O personagem de Kutcher, descamisado, tentando convencer uma namorada

21h

ABC: Dancing With the Stars (16,8 milhões, 11,0/16)
CBS: Two and a Half Men (17,3 milhões, 10,4/15)/Mike & Molly (13,2 milhões, 8.2/12)
FOX: House – estreia de temporada (9,8 milhões, 5,8/8)
NBC: The Sing-Off (4,7 milhões, 2,7/4)
The CW: Hart of Dixie (1,8 milhão, 1,2/2)

Líder 18-49: Two and a Half Men (6,1)

Comentário: Passado o furor inicial com a chegada de Ashton Kutcher, Two And A Half Men começou a perder fôlego de telespectadores na faixa das 21h (2,7 milhões de telespectadores a menos em relação a estreia de sua oitava temporada), mas isso não quer dizer nada. A sitcom continua forte tanto na amostragem demográfica quanto no público geral. Mas, se pegas as pontuações, TAAHM perdeu por 0,6 ponto para o Dancing with the Stars da ABC (outra Feira de Santana a mais de telespectadores em relação à sua segunda semana de performances). Ainda na CBS, Mike & Molly perdeu 800 mil telespectadores em relação à estreia de sua segunda temporada. Na FOX, House (em definitivo sem a doutora Cuddy) perdeu 7% de seu público em relação à estreia de sua sétima temporada. The Sing-Off, da NBC, teve nesta faixa um crescimento de 800 mil telespectadores em relação à última semana. E Hart of Dixie se estabilizou.

Matt Dinerstein/NBC/Divulgação

https://i0.wp.com/www.daemonstv.com/wp-content/uploads/2011/09/THE-PLAYBOY-CLUB-Episode-3-7.jpg
“Acabou chorare, ficou tudo lindo. De manhã cedinho, tudo cá cá cá, na fé fé fé. No bu bu li li, no bu bu li lindo. No bu bu bolindo. No bu bu bolindo” (Moraes Moreira, Acabou Chorare, composição: Moraes Moreira e Luiz Galvão, do álbum homônimo lançado pelos Novos Baianos em 1971, serve para o fim precoce de The Playboy Club)

22h

ABC: Castle (11,6 milhões, 7,5/12)
CBS: Hawaii Five-0 (10,9 milhões, 6,8/11)
NBC: The Playboy Club (3,4 milhões, 2,3/4)

Líder 18-49: Hawaii Five-0 (3,2)

Comentário: A NBC chegou ao limite com The Playboy Club, trama que aliás nem deveria ter sido aprovada na temporada de pilotos entre março e abril últimos. Feita sob encomenda para agradar a Comcast, dona do canal E! (que exibe Girls of the Playboy Mansion, referência feita aqui só para puxar o saco) e, desde fevereiro último, de todas as emissoras abertas e pagas da NBCUniversal (assim mesmo que se escreve doravante), Playboy Club foi concebida sob a pensata errada de pegar o público da Kendra ou de Holly’s World. Erraram feio e deu no que deu. Após a retirada de The Playboy Club, cabe agora ao canal FX repensar a exibição da trama para a América Latina (Brasil incluído). Ou seja, a FOX vendeu uma verdadeira bomba fadada ao fracasso. E havia razões de sobra para a NBC acabar mesmo com The Playboy Club: em relação a seu segundo episódio, a trama perdera 500 mil telespectadores (algo como a população inteira da cidade baiana de Feira de Santana). Perda de público também para a consolidadíssima Castle (300 mil telespectadores a menos) e Hawaii Five-0 (200 mil telespectadores a menos) em relação à semana passada.

NOTA: Os números apresentados acima são preliminares e sujeitos a modificação. Incluem audiência ao vivo e DVR para exibição na mesma noite

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ibopes da vida, Numb3rs, Reality-shows, Séries, The Star Spangled Banner e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s