Demóstenes Torres sobre a PL-116: ver o American Idol e as Kardashians ‘é um direito’ do consumidor


Comentário do Luiz Carlos Azenha

No Viomundo

Fotos Geraldo Magela/Agência Senado (Demóstenes), Getty Images (Kim Kardashian), Hollywood News (Kendra), Getty Images (Simon Cowell) e Michael Becker/FOX/Divulgação/USA Today (jurados do Idol com Seacrest)

https://i0.wp.com/www.nominuto.com/_resources/files/_modules/files/files_24029_20090624110554aa79.jpghttps://i2.wp.com/img.terra.com.br/i/2011/05/03/1870155-8406-atm14.jpghttps://i0.wp.com/www.hollywoodnews.com/wp-content/uploads/2011/03/kendra-wilkinson-signing-prphotos-600x295.jpghttps://i0.wp.com/img2.virgula.uol.com.br/2011/02/10/232889-300x255.jpghttps://i0.wp.com/i.usatoday.net/communitymanager/_photos/idol-chatter/2011/August/19/Judgesx-large.jpg
No sentido horário, o senador goiano e quatro “dispositivos” da nova lei do cabo

O Congresso aprovou o PLC 116. O projeto autoriza a entrada das teles no serviço de TV a cabo. O serviço, como tudo no Brasil, é raro e caro. Caríssimo. Chega apenas a 242 municípios (se for mentira, é culpa do Estadão). Serviço no Brasil é assim: ruim e concentrado onde é possível investir menos e lucrar mais.
Foi criada uma cota de três horas e meia de programação nacional obrigatória nos canais de filmes, séries e documentários. Nos pacotes de programação, um terço dos canais terá de ser nacional.
Reação do senador Demóstenes Torres (DEM-GO): “Estão lesando quem pagou pelo serviço de TV a cabo. Se o consumidor quiser ver filme americano enlatado, é um direito dele”.
Detalhe: não há nada no PLC que impeça o consumidor de ver filme americano, enlatado ou não.

Opinião do Críticas: Mesma regra se aplica a realities de competição tipo The X-Factor, American Idol e realities das Kardashians e da dentuça da Kendra Wilkinson-Baskett.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Elliot Stabler da direita, Poderes ocultos, Podres poderes, Reality-shows, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Demóstenes Torres sobre a PL-116: ver o American Idol e as Kardashians ‘é um direito’ do consumidor

  1. bruna disse:

    TENHO VERGONHA DO BRASIL TER CRIADO E APROVADO UMA LEI DESSA,TANTA COISA MUITO MAIS IMPORTANTE PRA SE PREOCUPAR COMO, EDUCAÇÃO, SAÚDE… E ELES VEM MEXER AONDE NÃO FORAM CHAMADOS LESANDO O CONSUMIDOR QUE PAGA A TV POR ASSINATURA E AINDA POR CIMA SENDO INCONSTITUCIONAIS POIS, ESTÃO INFRIGINDO O DIREITO DE ESCOLHA E DE LIBERDADE DO CONSUMIDOR!!! ESPERO SINCERAMENTE QUE A DILMA NÃO APROVE ESSA “LEI” SE NÃO ELA ESTARÁ TRATANDO O POVO BRASILEIRO COMO “BURRO E IGNORANTE”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s