Críticas explica o que é o tracking para a corrida ao título de Miss Brasil 2011


A diferença entre pesquisa de blog dito “especializado” e o comportamento do leitor perante as misses

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Fotos Divulgação/TV Aratu via iTV Ibope da TV, Reprodução/Blog TV PE e Divulgação/Miss Brasil Oficial/180graus

http://itvibopedatv.files.wordpress.com/2010/05/243.jpg?w=500&h=332https://tvemanalisecriticas.files.wordpress.com/2011/07/cardinot.jpg?w=300https://i1.wp.com/genesis.brasilportais.com.br/webroot/img/arquivos/images/visita7.jpg
Nas fotos, Joe Dekker, Ricardo Moraeles e candidatas a Miss Brasil(*) 2011 com um aliado de Serra

Desde domingo, o TV em Análise Críticas vem publicando trackings para aferir a tendência de comportamento para a disputa do título de Miss Brasil 2011. Para que o leitor ou missólogo tenha ideia, tracking é uma palavra inglesa, do sentido de rastreamemto, trilha, caminho.
Em texto sobre o procedimento adotado nas eleições presidenciais brasileiras de 2010, o iG explicou o seguinte:

“O tracking tem como objetivo medir diariamente como informações relativas ao processo eleitoral são assimiladas pelo eleitor e ajudam na formação do voto. Assim, a divulgação das sondagens diárias possibilita aos leitores identificar com antecedência a tendência evolutiva das pesquisas. Oriunda do inglês, a palavra tracking significa rastreamento, trilha ou caminho”.

E é por esse caminho que o Críticas vai continuar a medir as tendências para o Miss Brasil 2011, doa a quem doer.

Ass.: Uziel Bueno
Alfred Molina
Terrence Howard
Cardinot
Bocão da TV Itapoan
Saltadora olímpica Fabiana Mürer
Goleira americana Hope Solo
E o resto dos atores desempregados com o cancelamento de
Law & Order: Los Angeles

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ética nos concursos de beleza, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s