Começo de semana: Luciano Huck 2014! Não vai ter para Aécio, Cerra, James Durbin ou Scotty McCrerry


Texto de Paulo Henrique Amorim (leia abaixo) fala em Donald Trump, Partido Republicano, Tea Party, mas não vai no pus da coisa: o “ministério” formado por quadros da Globo, da Band e da gaeta(**) (fotos abaixo):

Divulgação/Playboy

https://i2.wp.com/f.i.uol.com.br/folha/ilustrada/images/11119576.jpeg
Maria Melilo, ministra da Cultura

Divulgação/GNT

https://i1.wp.com/f.i.uol.com.br/folha/ilustrada/images/11104729.jpeg
Caio Blinder, ministro da Educação

Orlando Oliveira/AgNews

https://i2.wp.com/imagem.band.com.br/zoom/f_44431.jpg
Fiuk Galvão Bueno, ministro da Criança

Reprodução/Jornal Novo Tempo

https://i2.wp.com/www.jornalnovotempo.com.br/images/stories/2010pasta5/esportemuleeee.jpg
Renata Coutreney-Cox-Love-Fan, ministra do Esporte

Divulgação/Miss Brasil Oficial

https://i2.wp.com/missbrasiloficial.uol.com.br/img/institucional/foto-index.jpg
Nayla Micherif, secretária dos direitos da mulher

Divulgação/NBC

https://i0.wp.com/images.nymag.com/images/2/daily/2009/03/20090305_hargaty_250x375.jpg
Mariska Hargitay, embaixadora do PIG(*) na ONU

Vasco é navegante de longo curso e acaba de aportar com sua precária embarcação em Annapolis, porto de Maryland, nos Estados Unidos.
De lá, acompanha a frenética campanha de Donald Trump a presidente americano, pelo Partido Republicano.
Como se sabe, Trump é herdeiro de família da construção civil de Nova York.
Já quebrou várias vezes, inclusive quando teve que entregar o famoso Hotel Plaza, em Nova York, aos bancos credores.
É dono de cassinos e apresentador do Aprendiz, na televisão.
O humorista de televisão Johnny Carson (que o Jô insiste em dizer que copia) dizia que, numa espaçonave, só é possível distinguir duas obras do ser humano: a muralha da China e o topete do Donald Trump.
Hoje, Trump concentrou sua campanha em demonstrar que Barack Obama não nasceu em território americano.
O que obrigou o presidente a exibir a certidão de nascimento expedida pelas autoridades do Estado do Havaí.
Vasco está impressionado.
Como Trump ousa ser candidato a Presidente ?

– Eu é que te pergunto, Vasco: como esse cara acha que pode ser presidente?
– Parece uma maluquice, mas faz sentido.
– Não, não faz. Ele não é nada. Ele é só aquele bordão “você está … demitido!”, disse o ansioso blogueiro.
– Mas, esse é um bom motivo: ele é uma estrela da televisão.
– E daí nasce um Presidente da República?
– Claro!
– Como, claro?
– Ronald Reagan não foi presidente da República?
– É …
– O que ele era ? Nada. Um ator medíocre e relações públicas da GE. Mais nada.
– É, você tem razão. Ele tinha uma cara na telinha, as pessoas conheciam ele.
– Quer ver outro exemplo?
– Qual?
– O Schwarzenegger. Ele não foi governador da Califórnia?
– Um desastre…
– Mas foi, não interessa.
– Mas, o que o Schwarzenegger, o Reagan e o Trump têm além da presença na telinha?
– Primeiro, eles são todos do lado de lá, da direita.
– E daí?
– E os conservadores não precisam de ideologia. Basta bater na esquerda. No Obama. Não vê o Fernando Henrique?
– O que tem o Fernando Henrique?
– Ele, o Cerra e o Aécio – eles não têm consistência nenhuma, é um vácuo por centro. Basta bater no PT.
– Também, meu querido, com o Delubio, até cego bate no PT…
– Pêra aí, você está mudando de assunto.
– Tá certo. O que mais o Schwarzenegger, o Trump e o Reagan têm?
– Eles estão sozinhos na faixa da direita. Não têm rivais do mesmo lado, dos conservadores, entendeu?
– É, parece que os Republicanos americanos são um deserto de homens e idéias…
– E tem mais, diz o Vasco, enquanto abate a sexta Budweiser. Tem grana do lado deles.
– Ah!, isso sim! Grana é o que não falta do lado direito.
– Então, meu filho, é por isso que o Luciano Huck vai ser o candidato do PSDB a presidente da República!
– O que, Vasco? Você ficou maluco? É esse furacão aí dos Estados Unidos que virou a tua cabeça?
– Meu filho, preste a atenção.
– Presto.
– O Luciano Huck não tem presença na telinha?
– Tem.
– Ele não é bom menino, o pai de família, o marido exemplar, o pai devotado?
– É ele é o “nice guy”
– Ele não é o empreendedor, o self-made man, o jovem rico paulistano?
– Sem dúvida ! Um herói do Fasano!
– Ele não corre pela pista da direita?
– Corre.
– Vai faltar grana para o Luciano Huck?
– O que é isso, Vasco? Só com a grana dos patrocinadores dele hoje dá prá eleger cinco Presidentes!
– Então, meu filho … Quer mais?
– Como assim?
– Quer outro argumento?
– Precisa? Você já me convenceu, Vasco.
– E tem alguém correndo contra ele ? Tem rival na pista da direita?
– Bom, aí, Vasco, você se deu mal. Tem o Cerra, tem o Aécio e tem o Fernando Henrique, que tá doido para levar uma surra do Nunca Dntes.
– Pêra aí, meu filho. Cerra e Aécio?
– Sim, os dois querem!
– Primeiro, o Aécio QUERIA ! Esse naufragou em Chappaquiddick, que fica aqui perto, e se afogou com o Ted Kennedy. Se tudo der certo e ele chegar à maioridade será sempre um senador.
– Mas, Vasco, você se esquece do Padim Pade Cerra. Ainda mais agora, com a Beatificação-Canguru do Papa João Paulo II…
– Por falar nisso, será que o Cerra está no Vaticano hoje, para assistir à beatificação … como é que você disse? … Beatificação-Canguru?
– Deve estar lá, com a imagem de Nossa Senhora da Aparecida nos braços.
– Meu filho, diz o Vasco, o Cerra já era.
– O que é isso, Vasco, ele é um campeão de popularidade, de simpatia, de carisma. Ele tem o Papa, o aborto e a Chevron. E Partido dele é massa!
– Meu filho, até ele explicar que o Daniel Dantas das reportagens da Época é o Daniel Dantas, o ator, meu filho, até lá…
– Mas o PIG(*) não dá bola para o Daniel Dantas…
– Não tem importância. Se o PIG(*) ganhasse eleição, o Dantas e o Cerra não te processavam.
– É, pode ser.
– Meu filho, está escrito nas estrelas.
– O que?
– Luciano Huck – 2014, pela vitoriosa coligação PIG, PRP, PSDB, TFP, DEMO, PPS, Arena, gaeta(**), PFL, Tea Party, Ação Integralista, Partido Nacional Socialista Alemão, e PSD do Kassab.
– Imbatível!

Pano rápido!

Rápido demais a ponto de parar a corrida da Fórmula Indy no Anhembi por causa da chuva e do futebol da Globo (tal qual o Miss Brasil[***]) cedido à Band.
On purpose: de acordo com o Luciano do Valle, os carros já haviam voltado à pista no fechamento deste texto. Para a corrida ser interrompida novamente para ser retomada amanhã de manhã, antes que comece a gritaria idiotizante-globelezada do Show de Horror do Tiago Leifert da Siobhan Magnus da Sandra Annemberg do Wesley Cardinot do Lauro Lima do Terrorista do JPB do Jornal Hoje do Alamrismo da RBS(****) de Blumenau na Grande Campanha de Michelly Bohnen para Vencer o Título de Miss Universo 2011 com a Compra de Votos de Jurados a Começar do Concurso de Miss Brasil(***) no Qual o Apresentador Diz: “É Bom Você Ficar Calminho Senão Vai Rolar Gradenal da Porra do Michael C. Hall Aqui Na Clube”, para desespero da Versus americana (que transmite a SP Indy 300 na casa dos finalistas do American Idol) (J.E.L.).

(*)In none serious democracy in the world, conservative, low-quality and even sensationalistic newspapers and only one television network matter as much influence as they do in Brazil. They have become a political party, the PIG (Pro-Coup Press Party). These are their stories
(**)gaeta é o modo como a Gaeta Promoções e Eventos deve ser sempre escrita: em minúsculas, para provar o quanto o Brasil é uma sub-Venezuela, um sub-Porto Rico, uma sub-Colômbia (tipo um Whooper Jr.) ou uma Guatemala tamanho-família (tipo esses sanduíches Whooper do Burger King, Sub do Subway, Big Bob, Big Mac e afins) em termos de concursos de misses
(***)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(****)Não é Rede Brasil Sul e sim Rede Bunda Suja (da Natália Casassola), afiliada global em Santa Catarina que tem entre seus diretores o pai de um dos estupradores juvenis de Florianópolis denunciado pelo Tijoladas do Mosquito e pelo Jornal da Record

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Circo de horrores, Globelezação, Nossas Venezuelas, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s