A audiência americana da sexta-feira do casamento real inglês, 29 de abril de 2011


No horário nobre, CBS teve mais audiência na cobertura do casamento de William e Katherine

Da redação TV em Análise

Odd Andersen/AFP/R7

https://i1.wp.com/i1.r7.com/data/files/2C95/948F/2F9A/E0DF/012F/A143/0CBF/2AFD/casal-afp-20110429-g.jpg
Duque e duquesa de Cambridge dão tchau para a FOX News, que fugiu do enlace real

Príncipe William e Kate Middleton agora na condição de duques da monarquia britânica, nada mais apropriado para encerrar o assunto com as audiências das coberturas jornalísticas das três principais redes americanas (enfatizadas em negrito). A grande vitória foi da CBS, que obteve 8,6 milhões de telespectadores com a cobertura especial que ocupou a faixa das 20h (NBC e CBS usaram a faixa das 21h para os seus especiais sobre o enlace monárquico enquanto a FOX manteve a sua programação normal). Hora por hora (horários da costa leste), eis os números (dados da Nielsen Media Research):

20h

CBS: The Royal Wedding: Modern Majesty (8.6 milhões de telespectadores, 4.5/9 domiciliar)
ABC: Shark Tank (4.5 milhões, 2.9/5)
FOX: Kitchen Nightmares (3.3 milhões, 2.1/4)
NBC: Friday Night Lights (3.0 milhões, 2.0/4)
The CW: Smallville (1.94 milhão, 1.3/2)

Líder 18-49: The Royal Wedding: Modern Majesty (1.7)

21h

CBS: CSI: NY (9.2 milhões, 5.9/10)
ABC: 20/20 (6.6 milhões, 2.6/4)
NBC: Dateline (4.7 milhões, 3.1/5)
FOX: Fringe (3.5 milhões, 2.1/4)
The CW: Supernatural (1.93 milhão, 1.2/2)

Líder 18-49: CSI: NY (1.7)

22h

CBS: Blue Bloods (9.7 milhões, 6.3/11)
ABC: 20/20 (6.8 milhões, 4.6/8)
NBC: Dateline (4.9 milhões, 3.2/6)

Líder 18-49: 20/20 e Blue Bloods (1.6)

NOTA: Os números apresentados são preliminares e sujeitos a alteração. Esses dados incluem DVR e audiência ao vivo

Em tempo: baseando-se em realato do Daniel Castro, pode se deduzir que a Globo teve uma sonora derrota para a concorrência na faixa entre 6 e 9h na Grande São Paulo (dados do Ibope). Números:

Globo: 9,2
Somatória das outras redes (Record, Band, Rede TV! e SBT): 10,5

Traduzindo: em comparação ao casamento entre Charles e Diana, há 30 anos, o telespectador passou a sacar do controle-remoto (que a Globo tanto lutou para atrasar a sua implantação no Brasil). O público não é mais idiota e cada vez menos assisite ao jornal (anti-)nacional.
O grande problema é essa imprensa dita “especializada” comprada para atender aos moldes de Maria Melilo, Nayla Micherif, Boris Casoy, Ricardo Boechat, et caterva.
Números que serviram de base para este comentário:

Globo: 9,2
Record: 5,6
SBT: 3,4
Band: 0,8
Rede TV!: 0,7

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Numb3rs, Vasto mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s