Ex-BBB Adriana Ribeiro pode ser impedida de competir no Miss RJ por posar nua para a Playboy


Notícia foi publicada no Portal TV em Análise e pode obrigar o coordenador do concurso Miss Campos dos Goytacazes a ir atrás de outra candidata para a disputa estadual, marcada para 18 de junho

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise
Com informações do Terra

(Atualizado às 16h)

Fotos Fernando Borges/Terra e Folha da Manhã (Campos de Goytacazes)

https://i0.wp.com/img.terra.com.br/i/2011/04/01/1839364-2332-atm14.jpghttps://i2.wp.com/fmanha.com.br/blogs/fabioabud/files/2011/01/Adriana-Sant-Anna1.jpg
Adriana em dois atos: fim de um sonho, começo de outro

Após relutar em posar nua em respeito à mãe, a ex-competidora do Big Brother Brasil 11 Adriana Ribeiro Sant’Anna, 20, arranjou uma veradeira dor de cabeça para os organizadores do concurso Miss Rio de Janeiro ao aceitar o convite da revista masculina Playboy para ser a capa da edição de junho ou julho. De acordo com nota publicada na terça-feira pelo Críticas, Adriana infringiu as normas do concurso Miss Rio de Janeiro ao fazer ensaio que exponha as suas partes íntimas, mesmo com finalidade artística.
Alheia à tormenta que está prestes a se formar sobre as suas pretensões em concorrer ao título estadual, a empresária de Adriana dá declarações adiantando que o ensaio terá clima de “mega produção”. Mega produção essa que corre o risco de ser manchada com a sua destituição do título de Miss Campos de Goytacazes. Ou, em caso de manutenção da coroa municipal, impedimento da ex-sister de participar da disputa estadual.
Pelas regras tanto do Miss Rio de Janeiro quanto do Miss Brasil ou da organização do Miss Universo não é permitida a participação de candidatas que tenham posado nuas (caso de Adriana, cuja revista circulará na época do Miss RJ), expondo seios, pelos pubianos, vagina e nádegas.
No reality da Rede Globo, levado ao ar entre janeiro e março, Adriana causou polêmica ao trair o namorado e trocar beijos e carinhos com Rodrigo, cujo romance continua até à data.

Miss Nevada

O caso de Adriana remete imediatamente ao da Miss Nevada USA 2007, Katie Rees, destituída do título estadual em dezembro de 2006 após a veiculação de fotos em que ela mostrava os seios numa farra com amigas. Com a ex-BBB Adriana não é diferente, apesar de envolver sua participação em um reality de grande alcance: a destituição da ex-sister da disputa pelo título de Miss Rio de Janeiro abrirá precedentes para que outras candidatas estaduais que venham a competir não apenas no reality global, como nos de outras emissoras, pensem duas vezes antes de aceitarem ofertas para posarem como vieram ao mundo.
Outra situação que serve de parâmetro para Adriana Ribeiro é a da Miss United States Teen 2003, Kari Ann Peniche, destronada após a publicação de um ensaio nu pela Playboy americana em outubro de 2004, a poucos dias do fim de seu reinado. Outra opção para a ex-BBB seria renunciar ao título como fez a hoje atriz Vanessa Williams, que deixou o título de Miss América 1983 após a descoberta de que fotos de nudez artística de um ensaio anterior ao concurso foram vendidas, sem o seu consentimento, para a revista Penthouse em junho de 1984.
Veja abaixo vídeo sobre a renúncia de Vanessa Williams (que pode servir de exemplo para o caso de Adriana):

Situação de Adriana Ribeiro no Miss RJ é de risco

Para ilustrar bem a encrenca em que a ex-BBB se meteu, vamos ao que reza o regulamento de outro concurso estadual, o Miss Paraíba, com regras bem parecidas às do Miss Rio de Janeiro:

“- Ser do sexo feminino;
– Ser cidadã brasileira por um período de pelo menos 12 (doze) meses que antecedem a realização do concurso;
– Ser residente no País;
– Ter 18 anos a partir do dia 01/02/2011 e no máximo 25 anos até o dia 31/12/2011;
– Não ser emancipada;
– Nunca ter sido casada, não estar grávida, nem ter tido filhos;
– Nunca ter sido fotografada ou filmada totalmente despida, expondo os seios e partes íntimas;
– Nunca ter sido fotografada ou filmada de forma obscena“.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Água oxigenada, Nossas Venezuelas, sub-celebridades e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s