Em poucas palavras: o núcleo-base da campanha midiática para ‘eleger’ Michelly Bohnen como Miss Brasil(*) 2011 e a dublê de Natalie Portman em Cisne Negro


E, na certa, provocar a ira de uma certa comediante americana caso a catarinense fique entre as cinco finalistas do certame internacional. Antes, precisa vencer o concurso nacional. Mas, como o Críticas irá mostrar nas próximas semanas, seu caminho para a coroa será mais espinhoso, sujo e pantanoso do que se pensa

Reprodução/Conversa Afiada

https://i1.wp.com/www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2011/04/redacaoPiG1.jpg
RBS(**), Band, Globo, Estadão, Veja, UOL(***), CBN, gaeta(*****), PSDB e Band juntos para fraudar o Miss Brasil(*) 2011 em favor da direita conservadora: como Marauê Carneiro, Bornhausen deve estar rindo de escárnio dos piauienses de orelha a orelha

Caso Michelly Bohnen vença o Miss Brasil(*), a blumenauense fica com o direito de anfitrionar o Miss Universo 2011. Isso é óbvio.
O que aterroriza no circo midiático que começa a se armar para tramar a sua eleição com vistas ao certame internacional é a boca-suja de uma determinada comediante empregada da Comcast-NBCUniversal.
Tina Fey?
Amy Poehler?
Kristen Wiig?
Não, meus senhores. Trata-se de Chelsea Handler.
Suponhamos a seguinte situação: caso a apresentadora do Chelsea Lately seja convidada para compor a banca do juri da final televisionada, o que ela perguntará a Bohnen caso esta chegue entre as cinco finalistas?
Sobre o Massacre de Realengo?
Sobre o analfabetismo do Tiririca?
Sobre o ódio a nordestinos de Mayara Petruso?
Ganha uma passagem de ida (só de ida) para São Paulo, della Viação Itapemirim, quem acertar a terceira alternativa.
Na certa, Chelsea, 36, invocando a Primeira Emenda da Constituição Norte-Americana, vai tocar numa das feridas causadas pela direita após o resultado da eleição presidencial de 2010.
Em parte, a ira dos “missólogos” e dos seguidores de Michelly Bohnen tenha a ver com a notícia abaixo, da Folha(****) Online:

Procuradoria arquiva pedido de militares contra novela do SBT

DE SÃO PAULO

O Ministério Público Federal no Distrito Federal arquivou nesta segunda-feira pedido de uma associação de militares para censurar a novela do SBT Amor e Revolução, que retrata a repressão a militantes de esquerda durante a ditadura (1964-1985).
Segundo a Procuradoria, não foram apresentados elementos mínimos para justificar a investigação.
Em um abaixo-assinado na internet, a Abmigaer (Associação Beneficente dos Militares Inativos e Graduados da Aeronáutica) evocava a Lei da Anistia, que não instituiu qualquer tipo de cerceamento a informações sobre o período, para pedir a censura.
“É óbvio que o governo federal, através da Comissão da Verdade, recém-criada, está participando do acordo em exibir a novela”, diz o manifesto.
O texto relaciona a novela ao caso do Banco Panamericano. Em janeiro, o apresentador Silvio Santos vendeu o banco ao BTG Pactual por R$ 450 milhões. A venda aconteceu após fraudes que causaram um rombo de R$ 4,3 bilhões.
“Conjecturar que a teledramaturgia será exibida em troca de negociatas, objetivando desqualificar a imagem das Forças Armadas, pode ser tão nocivo quanto censurar o folhetim”, afirma o procurador Peterson de Paula Pereira.
O grupo conseguiu 839 assinaturas desde o começo do mês.
Para o autor da novela, Tiago Santiago, a tentativa era inconstitucional e interessava apenas a “torturadores e assassinos” do regime”.

Ou seja, a censura a Amor e Revolução parecia lance de oportunista tal qual a história da dublê que disse que 95% das cenas da Natalie Portman em Cisne Negro não tinham a participação da atriz israelense.
Com isso, a turma da Abimgaer, da Aeronáutica, teve seu momentinho de Sarah Lane ao usar a Globo e o Estadão para atacar a novela do SBT.
Tradução livre: os militares de pijama (e o Caio Blinder da Globonews que chamou a rainha da Jordânia de “piranha” no Manhattan Connection) querem, isso sim, é aparecer às custas do Tiago Santiago.

Lourival Ribeiro/SBT

https://i2.wp.com/f.i.uol.com.br/folha/publicidade/images/1105136.jpeg
Cena do Cisne Negro do SBT: o Brasil não vence o Miss Universo desde antes do AI-5

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(**)Não é Rede Brasil Sul e sim Rede Bunda Suja (da Natália Casassola), afiliada global em Santa Catarina que tem entre seus diretores o pai de um dos estupradores juvenis de Florianópolis denunciado pelo Tijoladas do Mosquito e pelo Jornal da Record
(***)UOL é o braço de Internet do Grupo Folha(****) em associação com a Abril-Naspers, que, quando governou a África do Sul, apoiou o regime de apartheid que manteve Nelson Mandela na cadeia por 27 anos. E, durante os 15 anos de governos tucanos em São Paulo, ofereceu assinaturas de suas revistas sem licitação (inclusive livros pornográficos) às escolas públicas do Estado.
(****)Folha é o jornal que não se deve deixar a sua tataravó ler porque publica palavrões e mostra sem censura os seios, os pêlos pubianos, a vagina e a bunda da miss Pernambuco 2008, Michelle Fernandes da Costa, em revista masculina publicada a poucos dias de passar a faixa à sua sucessora, em março de 2009. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Cássio Cunha Lima DEPOIS de cassado e pergunta o que ele achou do processo no TSE, da ditabranda, do câncer de Fidel, da ficha falsa da Dilma, das mulheres-fruta, das ancas da cantora Jôsy, do ódio a piauienses encampado pelo Rafinha do Emocore, da Carla Perez lecionando “i” de iscola, da Rayanne Morais “eleita” Miss Brasil 2009 pelo site EGO, ligado à Globo (sócia da mesma Folha no jornal de negócios Valor Econômico), que vestiu FHC com o manto de “bom caráter”, porque levou dezoito anos para reconhecer um filho seu fora do casamento (com uma jornalista empregada da Globo), que mandou a Diane Sawyer da Globo News avacalhar o cantor itainopolense Frank Aguiar por causa de um filme e de uma entrevista sórdida com uma aspirante a aspirante a aspirante de celebridade paulista a uma aprendiz de Oprah do Primetime da Rede TV!, que publicou texto sórdido de um professor de comunicação da USP sobre o Miss Universo 2007, que ainda fala mal do Saulo Roston (vencedor do Ídolos 2009), que matou o senador paulista Romeu Tuma e depois o ressucitou, mandou a Mariska Hargitay falar mal do Piauí e a Tamara Tunie, o Ice-T e o Christopher Meloni bancarem o Sérgio Ricardo quebrando o violão no Festival da Record de 1967 em Law & Order: Special Victims Unit, deixou o elenco de Law & Order: Criminal Intent e o Robin Williams avacalharem o Brasil em seriado da USA Network e programa de entrevista da CBS, é o que é porque o dono é o que é e que, quando a mineira Elaine Parreira Guimarães ficou em quinto lugar no Miss Universo 1971, emprestava os carros de reportagem aos torturadores.
(*****)gaeta é o modo como a Gaeta Promoções e Eventos deve ser sempre escrita: em minúsculas, para provar o quanto o Brasil é uma sub-Venezuela, um sub-Porto Rico, uma sub-Colômbia (tipo um Whooper Jr.) ou uma Guatemala tamanho-família (tipo esses sanduíches Whooper do Burger King, Sub do Subway, Big Bob, Big Mac e afins) em termos de concursos de misses

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ética jornalística, Nossas Venezuelas, Poderes ocultos, Podres poderes, Projetos especiais, Sônia Abrão, sub-celebridades, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s