Enchentes podem tirar concurso Miss Universo 2011 da cidade de São Paulo. Pela enésima vez, Kassab fala em ‘culpa de Deus’ e faz o contribuinte paulistano de idiota


Reprodução/Conversa Afiada


O True Life dos inspetores da Miss Universe Organization, que já desistiram do Anhembi, não vai passar na MTV Brasil, controlada pelo Grupo Abril

No Paulo Henrique Amorim (Conversa Afiada), hoje:

“A elite de São Paulo (separatista, por definição) pensa que mora em Milão e toma café expresso na galeria Vittorio Emanuelle II.
Mas, vive numa cidade que o Trópico de Capricórnio corta e onde chove muito no verão.
Há 16 anos, na dinastia tucana, o Estado implodiu.
Sob efeito da incompetência e da corrupção.
Os transportes, são o epicentro da corrupção e marketing – clique aqui para ler “Alckmin paga o blefe do Serra para os transportes públicos de São Paulo” e aqui para ler “Alckmin diz a Serra: toma que o Paulo Preto é teu !”.
Houve uma progressiva e implacável soweitização dos pobres, na maioria nordestinos, jogados para a periferia da cidade, onde não há serviços públicos.
A cidade está deserta às 9H30m.
Poucos ousam sair para trabalhar.
Muitos não conseguem metrô, ônibus ou qualquer forma de transporte coletivo.
Quantos trabalhadores vão perder um dia de remuneração.
Um desrespeito.
E daí ? Os Jardins não alagam.
Que comam brioche.
Defesa civil pede para morador não sair de casa.
O prefeito sumiu.
O governador quer vender a CESP para fazer caixa, já que herdou um Estado falido – uma espécie de Ferrari sem motor.
Uma única boa notícia, nesta manhã lúgubre: o PIG(*) não circulou.
Nem o Lula conseguiu tanto.
Com a chuva, o Estadão e a Folha(**) ficaram presos na gráfica e não puderam adicionar fel à falência total dos órgãos do Estado.
Basta cair o primeiro pingo de chuva que se tem idéia da inépcia dos governantes tucanos de São Paulo.
E esta noite choveu muito.
Foi um “ato de Deus”, disse, no passado, o Padim pade Cerra, que deu para acreditar em Deus”.

No R7:
Bombeiros encontram corpos de duas crianças e sobe para 12 total de mortos pelas chuvas em SP

Crianças morreram soterradas em São José dos Campos

Do R7, com Agência Record

O Corpo de Bombeiros encontrou, na tarde desta terça-feira (11), os corpos de duas crianças desaparecidas em deslizamento do bairro Rio Comprido, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba. De acordo com a corporação, os corpos das meninas, de 11 anos e três anos, foram localizados por volta das 13h15.
Os corpos de três mulheres – de 26, 29 e 54 anos – já haviam sido encontrados, no mesmo local, no início da manhã desta terça. Com a localização desses corpos, chega a 12 o número de mortos no Estado em decorrência das chuvas que atingiram a região desde a noite da segunda-feira (10). As buscas por corpos na região foram encerradas.
De acordo com os bombeiros, a área do deslizamento em São José dos Campos estava sendo trabalhada com muito cuidado, no início da tarde, por conta do solo que ainda permanece molhado e com riscos de deslizamentos. A corporação informou que equipes foram deslocadas para o município vizinho, de Jacareí, para atender a ocorrências de deslizamentos provocados pela chuva.

Mortes

Em Mauá, na Grande São Paulo, dois corpos foram encontrados na manhã desta terça no Jardim Zaíra, na Grande São Paulo. As vítimas – um adolescente e seu tio – sumiram após um deslizamento de terra. Em outro ponto da mesma cidade, um homem de 42 anos foi achado sob os escombros de um desmoronamento. A vítima foi encaminhada para um hospital, mas morreu.
Em Embu, também na Grande São Paulo, um idoso de 76 anos morreu. Na zona norte da capital paulista, mãe e filha morreram soterradas na região do Tremembé, na madrugada desta terça-feira. Na região central, um homem foi arrastado pela enchente. O corpo dele foi achado na avenida 9 de Julho”.

Também no R7, a pérola do dia:
Kassab diz que São Paulo terá plano diretor para áreas de risco

Prefeito colocou novamente culpa na “natureza” pelos transtornos ocorridos

Reportagem de Camila Rigi
Do R7

Após uma noite de chuvas, que terminou com pelo menos duas mortes na capital paulista, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) afirmou, no final da manhã desta terça-feira (11), que a cidade de São Paulo deverá ter, em breve, um plano diretor para as áreas de risco. Segundo Kassab, esse plano será feito pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano a partir da análise do mapa das áreas de risco.
A afirmação foi feita durante entrevista coletiva na região da Liberdade, centro da capital paulista, sobre o carnaval 2011 de São Paulo. De acordo com o próprio prefeito, porém, esse trabalho de planejamento terá eficácia apenas a médio ou longo prazo.
Questionado pela reportagem sobre qual a justificativa para a chuva que atingiu a cidade, na noite da segunda-feira (10), ter causado tantos problemas, o prefeito colocou – pelo segundo ano consecutivo – a culpa na intensidade da chuva (leia-se: Deus-J.E.L.). Ele disse que o volume de chuva na cidade desde o início do mês foi muito grande, atingindo 93% da média esperada para janeiro. Segundo Kassab, a prefeitura tem feito “muitos investimentos para atenuar os problemas” causados pela chuva na capital paulista.

– A cidade e o poder público têm dado o máximo de si.

Em 2010, quando dezenas de pessoas morreram e a cidade viveu dias de caos, Kassab também culpou o grande volume de chuvas e o crescimento desordenado da cidade pela tragédia.
Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), na segunda-feira (10), a cidade registrou um volume médio acumulado de chuva de 52 mm. As regiões que registraram chuva mais forte foram a Bela Cintra, com 88,8 mm; a Lapa, com 83,6 mm e Santana, como 70,5 mm. No acumulado dos dez primeiros dias deste mês, São Paulo já atingiu um volume acumulado de 204 mm. A média esperada para todo o mês de janeiro é de 239 mm.
A cidade de São Paulo amanheceu debaixo d’água nesta terça-feira. A chuva intensa “travou” o trânsito no início do dia. A marginal Tietê ficou em estado de alerta, segundo o CGE, por causa dos diversos pontos de alagamento provocados pelo transbordamento do rio Tietê. Entre a noite da segunda-feira e a manhã desta terça, o centro registrou 120 pontos de alagamento na cidade. A situação nas estradas do Estado também ficou complicada. Na rodovia Anhanguera, parte de um talude deslizou sobre a pista na altura do km 19. Trem e Metrô operaram com restrições. Em todo o Estado, pelo menos sete pessoas morreram.

Bueiros

Gilberto Kassab disse ainda que todos os bueiros da cidade foram limpos antes do início do período das chuvas e pediu para a população cooperar, não colocando lixo na rua nos horários em que não há coleta para evitar o entupimentos dos bueiros. Nas palavras do prefeito, 15 mil homens trabalham na limpeza das ruas da cidade nesta manhã”.

Divulgação/Band

Divulgação/Band
Ximena Navarrete (atrás de Donald Trump e Johnny Saad), “garota-propaganda” do projeto Mãe Paulistana, da jestão Kassab, no horário nobre da Globo e da Band: vendendo uma São Paulo que não existe

Ou seja, o duo Kassab-Alckmin tenta vender aos técnicos e inspetores da Miss Universe Organization uma São Paulo irreal, que só existe na Ilha da Fantasia do horário nobre da Rede gLoebbbels e na propaganda enganosa da gaeta(***), parceira da Band no concurso Miss Brasil(****).
É passar atestado de idiotice aos delegados da MUO que estiveram na Arena Anhembi antes do mega-alagão deste início de ano, que já matou 12 pessoas até o momento somente no Estado-sede do certame, São Paulo.
A prevalecer esse cenário de terror (alagões, ataques terroristas do PCC, etc.), a “terra da Garoa assassina” logo perderá a sede brasileira do Miss Universo 2011 para o Rio de Janeiro.
É apostar para ver.

(*)In none serious democracy in the world, conservative, low-quality and even sensationalistic newspapers and only one television network matter as much influence as they do in Brazil. They have become a political party, the PIG (Pro-Coup Press Party). These are their stories
(**)Folha é o jornal que não se deve deixar a sua tataravó ler porque publica palavrões e mostra sem censura os seios, os pêlos pubianos, a vagina e a bunda da miss Pernambuco 2008, Michelle Fernandes da Costa, em revista masculina publicada a poucos dias de passar a faixa à sua sucessora, em março de 2009. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Cássio Cunha Lima DEPOIS de cassado e pergunta o que ele achou do processo no TSE, da ditabranda, do câncer de Fidel, da ficha falsa da Dilma, das mulheres-fruta, das ancas da cantora Jôsy, do ódio a piauienses encampado pelo Rafinha do Emocore, da Carla Perez lecionando “i” de iscola, da Rayanne Morais “eleita” Miss Brasil 2009 pelo site EGO, ligado à Globo (sócia da mesma Folha no jornal de negócios Valor Econômico), que vestiu FHC com o manto de “bom caráter”, porque levou dezoito anos para reconhecer um filho seu fora do casamento (com uma jornalista empregada da Globo), que mandou a Diane Sawyer da Globo News avacalhar o cantor itainopolense Frank Aguiar por causa de um filme e de uma entrevista sórdida com uma aspirante a aspirante a aspirante de celebridade paulista a uma aprendiz de Oprah do Primetime da Rede TV!, que publicou texto sórdido de um professor de comunicação da USP sobre o Miss Universo 2007, que ainda fala mal do Saulo Roston (vencedor do Ídolos 2009), que matou o senador paulista Romeu Tuma e depois o ressucitou, mandou a Mariska Hargitay falar mal do Piauí e a Tamara Tunie, o Ice-T e o Christopher Meloni bancarem o Sérgio Ricardo quebrando o violão no Festival da Record de 1967 em Law & Order: Special Victims Unit, deixou o elenco de Law & Order: Criminal Intent e o Robin Williams avacalharem o Brasil em seriado da USA Network e programa de entrevista da CBS, é o que é porque o dono é o que é e que, quando a mineira Elaine Parreira Guimarães ficou em quinto lugar no Miss Universo 1971, emprestava os carros de reportagem aos torturadores.
(***)gaeta é o modo como a Gaeta Promoções e Eventos deve ser sempre escrita: em minúsculas, para provar o quanto o Brasil é uma sub-Venezuela, um sub-Porto Rico, uma sub-Colômbia (tipo um Whooper Jr.) ou uma Guatemala tamanho-família (tipo esses sanduíches Whooper do Burger King, Sub do Subway, Big Bob, Big Mac e afins) em termos de concursos de misses
(****)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho faz com as séries da FOX, como Glee, Lie to Me e outras (fora as animações)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em American Idol da incompetência missológica brasileira, Axé-besteirol, Água oxigenada, Nossa Grana, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s