Começou a temporada de ‘full-seasons’ na TV aberta americana


Outubro está em sua metade e, mesmo antes dos denominados “November Sweeps”, algumas das novas séries que já cumprem temporada nas rede abertas americanas, receberam ordem para temporadas completas de 22 episódios. Casos de Hawaii Five-0 (tema da crítica deste domingo do Noticia da TV do JMN), Mike & Molly, The Defenders, Blue Bloods e $#&! My Dad Says, todas da CBS, que também já estão com segunda temporada previamente assegurada. Em contrapartida, The Event, Chase, Outsourced, Chuck e Law & Order: Los Angeles receberam da NBC o oxigênio necessário para se aguentarem até os upfronts de maio, ou antes disso.

Divulgação/CBS


Peso de Mike & Molly e mais quatro tramas fez a CBS renová-las imediatamente para 2011-2012

Bem antes dessa maré alta de temporadas completas, a FOX já havia se adiantado ao encomendar 22 episódios da sitcom familiar Raising Hope, sem previsão de estreia na terra do vestido rosa de Geisy Arruda. No último dia 14, a ABC adicionou mais roteiros para No Ordinary Family mais a veterana Brothers & Sisters e Off the Map (cuja estreia só acontecerá na mid-season de 2011). Voltando à NBC, Undercovers recebeu ordem de mais quatro roteiros e só até o momento. Bem antes disso, a The CW ordenara seis roteiros adicionais para a novata Hellcats e One Tree Hill. No fim do expediente comercial desta sexta-feira, a emissora ordenou temporadas completas destas duas séries e também de Nikita.

Didulgação/The CW via TVbytheNumbers


Maggie Q deu sorte

***
Do outro lado da moeda, não se deve esperar muita sorte de The Whole Truth, prejudicada pelo mau ibope e pelo anacronismo de sua história. Coisa modorrenta. Nada a acrescentar. A mesma preocupação deve se concerner em relação a Parenthood, cuja segunda temporada balança a cabeça dos mandarins da NBC num dilema: dar ou não temporada completa aos Braveman? Convém lembrar que essa trama devolveu à rede o horário das 22h confiscado sorrateiramente por Jay Leno no ano passado. As afiliadas não o querem mais nessa faixa (a crise de fevereiro que o diga).

Divulgação/ABC via PipocaModerna


Maura Tierney: decepção na volta à TV

Em relação a Detroit 1-8-7, série policial na seqüência do programa de resultados de Dancing with the Stars, as expectativas são as piores possíveis: concebida como pseudo-documentário, a trama policial ficou nesse ritmo apesar da audiência oscilante (casa dos 6, 7 milhões de espectadores). Se evoluir, ganha temporada completa. Caso contrário, ficará apenas nos 12 episódios programados inicialmente.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Séries, Vasto mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s