gaeta(*) sabia que candidatura de Débora Lyra ao título de Miss Universo era uma farsa. E estava tão condenada quanto o estádio da Fonte Nova


Márcio Costa e Silva/Correio da Bahia


Na foto, Bret Michaels e Natalie Morales jogando a Miss Brasil nas ruínas do estádio do Bahia após o anúncio das 15 semi-finalistas


No vídeo acima, a conseqüência de Débora Lyra ter ido a Las Vegas defender o fim do ProUni: um desastre

Clique aqui para ver como a imprensa assegurou a “integridade” e a “seriedade” da participação de Débora no Miss Universo 2010.
E abaixo, a trilha sonora da continuação da desgraça brasileira no certame internacional:


Quando Martha Vasconcellos venceu o Miss Universo em 1968, Maggie Q (a vilã acima) ainda nem era nascida

Por que no te callas, Renata Fan?
De um missivista(***) do blog Revista Que Amamos, cuja opinião aqui reproduzimos:

“Por isso q n levamos a coroa do Miss Universo a muiiiito tempo.
Acordem genios da Blz acordem.
E busquem algo diferente por favor”.

Do internauta Lucas:

“ESPIRITO SANTO ESTADO DE QUINTA CATEGORIA”.

-As Faccioli(**) says, “assim não dá”!

(*)gaeta é o modo como a Gaeta Promoções e Eventos deve ser sempre escrita: em minúsculas, para provar o quanto o Brasil é uma sub-Venezuela, um sub-Porto Rico, uma sub-Colômbia (tipo um Whooper Jr.) ou uma Guatemala tamanho-família (tipo esses sanduíches Whooper do Burger King, Sub do Subway, Big Bob, Big Mac e afins) em termos de concursos de misses
(**)Luciano Faccioli, apresentador do SP no Ar da Rede Record paulistana, responsável pelo jargão que foi parar até em comercial da The CW americana.
(***)O comentário dizia respeito a uma blogagem sobre o fotógrafo Ângelo Pastorello, responsável pela capa e recheio da Playboy de julho com a repórter Mônica Apor. Clique aqui para ler.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ética nos concursos de beleza, Nikita da desgraça missológica brasileira, Nossas Venezuelas, Poderes ocultos, Podres poderes, Realidade brasileira e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s