ABC mantém ex elenco de Roseanne para novo projeto e salva 200 empregos para a faixa das 20h des 3ªs da fall-season 2018


Roseanne Barr se disse ‘arrependida’ das idiotices que disse no Twitter contra ex-auxiliar de Obama

Da redação TV em Análise

Adam Rose/ABC/Divulgação via Getty Images


A ABC decidiu aproveitar os atores da nova versão de Roseanne em uma nova sitcom. De acordo com o TVbytheNumbers, a produtora Sara Gilbert, 43, aceitou a proposta da rede de produzir The Conners, que vai ocupar a afaixa inicialmente destinada à 11ª temporada de Roseanne, que foi cancelada após comentários racistas de sua protagonista, Roseanne Barr, 65, feitos em seu perfil no Twitter contra uma ex-auxiliar do governo do presidente Barack Obama, 56. Barr se disse “arrependida pelas agressões que fez a Valerie Jarrett, 61, assessora principal de Obama em seus dois mandatos na Casa Branca, de 2009 a 2017.
A decisão de ordenar The Conners para a vaga de Roseanne saiu na manhã da quinta-feira (21). A nova sitcom vai ocupar a faixa das 20h das noites de terça-feira na fall season 2018, já a pa rtir de setembro, em data a ser anunciada. De acordo com Barr, “foram preservados 200 em pregos (entre atores, roteiristas e técnicos)” para a viabilização do novo projeto, que contará com uma ordem inicial de 10 episódios.
Em acordo com a produtora Werner Entertainment, Roseanne Barr manteve os direitos sobre a personagem Roseanne Conner, que diminuiu um pouco o aspecto financeiro de elenco para The Conners. Farão parte do elenco de The Conners, os seguintes atores: John Goodman, Laurie Metcalf, Lecy Goranson e Michael Fishman, além de Sarah Gilnbert, que permanece como produtora executiva ao lado de Bruce Helford, Dave Caplan, Bruce Rasmussen, Tom Werner e Tony Hernandez. A distribuição internacional será da Werner Entertainment e da Disney Media Distribution, companhias que trabalharam com Roseanne. Veja como ficou a grade da ABC para a fall season 2018 após a mudança

 
Dia/Hora 19:00 20:00 21:00 22:00
Domingo America’s Funniest Home Videos Dancing with the Stars: Juniors Shark Tank The Alec Baldwin Show
2ª feira Programação Local Dancing wirh the Stars The Good Doctor
3ª feira Programação Local The Conners
The Kids Are Allright
Black-ish
Splitting Up Together
The Rookie
4ª feira Programação Local The Goldbergs
American Housewife(*)
Modern Family
Single Parents
A Million Little Things
5ª-feira Programação Local Grey’s Anatomy Station 19 How to Get Away with Murder
6ª feira Programação Local Fresh off the Boat(*)
Speechless(*)
Child Support(*) 20/20
Sábado Programação Local Saturday Night Football

(*)Produções com novos horários
NOTA: Programação e horários sujeitos a alterações sem aviso prévio

Anúncios
Publicado em Programação, Séries | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

31 concursos nacionais do Miss Universo 2018 estão com as datas confirmadas até novembro, segundo as coordenações


33 concursos estão com as datas em aberto

Da redação TV em Análise

Ted Alibe/Getty Images/29.01.2017


De um total de 98 países previstos para a 67ª edição do concurso de Miss Universo, 31 já estão com as datas fechadas até novembro, de acordo com um levantamento realizado pelo TV em Análise Críticas junto às coordenações nacionais. Desse total, seis farão seus concursos em junho, sete em julho, 12 em agosto, três em setembro, um em outubro e dois em novembro.
Outros 34 países estão com as datas de seus certames em aberto. Destes, 17 não decidiram até o fechamento desta matéria em que mês farão seus certames ou optarão por aclamação. Dos que marcaram meses, três estão em julho, cinco em agosto, cinco em setembro e quatro em outubro. Esse contingente deve se somar aos 34 países e territórios que já elegeram candidatas, incluindo África do Sul, Brasil, Estados Unidos e Venezuela. Nas tabelas abaixo, os quadros de países com datas confirmadas e datas em aberto

CONCURSOS NACIONAIS COM DATAS CONFIRMADAS
Fontes: Coordenações
Data País(es)
23/6/2018 Bolívia
28/6/2018 Austrália
29/6/2018 Kosovo, Espanha, Angola
30/6/2018 Tailândia
7/7/2018 Namíbia
9/7/2018 Holanda
13/7/2018 Malta
14/7/2018 Grã-Bretanha
28/7/2018 Noruega
29/7/2018 Barbados
31/7/2018 Santa Lúcia
2/8/2018 Irlanda
4/8/2018 Nova Zelândia, Laos
11/8/2018 Ilhas Cayman, Ilhas Virgens Americanas
14/8/2018 Paraguai
19/8/2018 Alemanha
21/8/2018 Islândia
24/8/2018 Canadá
25/8/2018 Belize
26/8/2018 Coreia do Sul, República Dominicana
1º/9/2018 Áustria
20/9/2018 Porto Rico
23/9/2018 Suécia
1º/10/2018 Finlândia
6/11/2018 Iraque
12/11/2018 Colômbia
CONCURSOS NACIONAIS COM DATAS EM ABERTO
Fontes: Coordenações
Mês País(es)
Julho Haiti, Jamaica, Ucrânia
Agosto Guatemala, Honduras, Índia, Sri Lanka, Zâmbia
Setembro Bulgária, Portugal, Romênia, Uruguai
Outubro Chile, Cingapura, Grécia, Itália
A definir Argentina, Bahamas, Curaçao, Egito, Eslováquia, Eslovênia, Etiópia, Gana, Guam, Honduras, Ilhas Virgens Britânicas, Líbano, Mongólia, Quênia, Sérvia, Tanzânia, Turquia

A situação exposta inclui o caso da sérvia Sara Mitic, 23, cuja inscrição ainda depende de confirmação por parte da Miss Universe Organization. Ela tinha sido segunda colocada no concurso Miss Serbije 2017, realizado em setembro do ano passado. O panorama não inclui o caso da Armênia, que tenta entrar no Miss Universo pelo segundo ano seguido.
De acordo com o levantamento do Críticas, 91,58% dos 107 países que tem licenças ativas junto à MUO deverão ter candidatas no Miss Universo 2018. Procurada, a Miss Uniovere Organization disse que não vai comentar os dados apresentados nesta matéria.

Publicado em Datamisses, Jóia da coroa, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Assunto da semana: Submissões ao 70º Primetime Emmy – 2


A pesagem dos realities de competição para o 70º Emmy

Eric McCandless/ABC/Divulgação/21.05.2018 via Getty Images


A dois dias do fim do prazo de votação para decidir as indicações ao 67º Primetime Emmy, fica difícil mensurar qualquer coisa das cédulas de submissão de programas, trabalhos técnicos, diretores e artistas. Só com a conta de 53 realities de competição inscritos para a sua categoria, esse julgamento fica ainda mais torto, dada a demanda de produções. A lógica de indicações para The Voice, Dancing with the Stars e The Amazing Race é certa no andar dos caminhões de correio a serviço da Ernst&Young, firma que vai prestar auditoria nas fases seguintes da premiação.
Não dá para julgar qualquer coisa do 70º Primetime Emmy sem antes termos as informações completas e acuradas de cada categoria, inclusive as mais importantes. Tudo tem que estar ao alcance dos que leem blogs como o TV em Análise Críticas, mais acostumados a dar listagens completas, amplas e abrangentes. Para jornal, como o Meio Norte, evidentemente, este é um trabalho industrialmente impossível de ser feito. Demandaria um grande esforço humano de informação, como o ora empregado nas atenções da Copa monopolizada pela Rede Globo.
Voltando à área dos realities de competição, a volta do American Idol à televisão não quer dizer muita coisa em termos de disputa para esta edição do “Oscar do horário nobre americano”. A coisa tem que ser tratada com certo cuidado. Colocar numa mesma roseira de indicados Idol e The Voice é como dar uma bomba-relógio a membros do grupo de votação. Em tempos de American Ninja Warrior, é coisa ainda mais preocupante. Em telespectadores, o retorno do Idol pouco lembrou seus tempos áureos, quando era o programa mais visto. Isso até 2011.
Sem entrarmos em pré-julgamentos forçados, é notório que apareça uma ou outra surpresa no anúncio formal dos indicados, a ser feito no teatro da Academia de Televisão, em North Hollywood. A releitura do Showtime at the Apollo com Steve Harvey é uma delas. Para lavar louça, o júri deve colocar o de sempre entre Project Runway, So You Think You Can Dance e Top Chef. Não há plano A ou B nem lista de desejos que mude a tônica das coisas. O ambiente a ser formado entre American idol e The Voice ditará a palavra preliminar. Até sábado.


Publicação simultânea com o TV+Vida do Jornal Meio Norte deste sábado (23/6)

Publicado em Coluna da Semana, Premiações, Reality-shows | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Faltam 6 meses para a 67ª edição do concurso Miss Universo


Definição da cidade-sede começa a avançar

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Miss Universe Organization/Divulgação/13.06.2018


Daqui a exatos 182 dias a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters, 22, encerra seu reinado como Miss Universo 2017. Enquanto o palco de sua sucessão não é definido, Demi-Leigh toca sua agenda de compromissos internacionais. Além de sua África do Sul natal, esteve na França, Indonésia, Filipinas, Equador e México, onde atendeu a compromissos de patrocinadores e assistiu a alguns concursos nacionais. Nos Estados Unidos, foi a Shreveport se despedir de Kára McCullough e Sophia Dominguez-Heothoff no encerramento de seus reinados como Miss USA e Miss Teen USA.
Ao passo que as viagens de Demi como Miss Universo 2017 se intensificam, o empresário e político filipino Chavit Singson, 76, e sua filha Richelle Louise entraram em ação para mover as palhetas da 11ª sede asiática do Miss Universo. No jogo, estão uma debutante – Macau, região administrativa especial da China – e três países experientes – Coreia do Sul (sede em 1980), Tailândia (sede em 1992 e 2005) e Vietnã (sede em 2008). Para os golpistas que defendem as atrocidades do presiidente Donald Trump com criancinhas imigrantes ilegais, um aviso: o empresário Donald Trump, 71, nutriu boas relações com o comunista Vietnã. Tanto foi que levou para lá a Lady Gaga que ninguém conhecia e toda a estrutura. Os vietnamitas retribuíram de logado um teatro novinho em folha, na costa de Nha Trang.
As trativas para apressar a definição da sede do Miss Universo 2018 tiveram uma primeira tentativa, em novembro do ano passado, durante a programação da 66ª edição do Miss Universo, realizada em Las Vegas. Bangcoc, Lima, Manila, Monte Carlo e Nha Trang chegaram a apresentar propostas. Apenas Manila avançou num primeiro momento. Em maio de 2018, uma troca no comando do Departamento de Turismo filipino enterrou de vez as chances de Manila receber o Miss Universo pela quarta vez. Com a permissão de Paula Shugart, presidenta da Miss Universe Organization, Chavit começou a passar o chapéu para ir atrás de potenciais países interessados. Os negócios do grupo de Chavit, o LCS, estão na China comunista, Coreia do Sul, Tailândia e Vietnã. A prova de que Singson tem negócios em Bangcoc só alimenta mais álcool para os rumores de realização da disputa na Tailândia.
Na Tailândia, a LCS Group tem uma concessionária de trailers para a indústria naval na cidade de Rangsit (42 km a nordeste de Bangcoc). A força da LCS na Tailândia talvez combine com a paixão fortíssima dos locais pelos concursos de beleza. Isso, a despeito de estarem aquém na Ásia das Filipinas em termos de aproveitamento no Miss Universo. Até o concurso de 2017, a Tailândia tinha 10 classificações em 53 participações, o que equivale a um aproveitamento de 18,86%. Com 62 participações, as Filipinas tem 22 classificações em 62 participações, o que equivale a um aproveitamento de 35,48%. Na Ásia, as Filipinas ficam atrás apenas da Índia (22 classificações em 54 participações e aproveitamento de 40,74%). Todos os três países citados tem dois títulos de Miss Universo cada.

Publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Steve Harvey tem três submissões aos 70º Primetime Emmys


Todas como apresentador de reality

Da redação TV em Análise

FOX/Divulgação/24.05.2018


Apresentador da 66ª edição do concurso de Miss Universo, o comediante Steve Harvey, 61, tem três submissões ao 70º Primetime Emmy na categoria de melhor apresentador de reality ou reality de competição. Na cédula de indicação, Harvey aparece inscrito como apresentador de três programas: Celebrity Family Feud (ABC), Little Big Shots (NBC) e Showtime At The Apollo (FOX).
No ano passado, Harvey foi inscrito pelos mesmos programas, mas não foi indicado. A votação para esta categoria acaba às 22h (hora de Los Angeles) da segunda-feira (25). Os cinco ou mais indicados desta categoria serão anunciados via press-release no início da tarde da quinta-feira, 12 de julho.
Fora os programas de horário nobre, Harvey também tem espaços na televisão diurna norte-americana com o Family Feud convencional e o talk-show que leva seu nome. Os programas tem distribuição doméstica da Debmar-Mercury e da Endemol Shine Group.

Publicado em Premiações, Reality-shows | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Com cheerleaders de times, Carrie Underwood grava abertura de transmissões da temporada 2018 do Sunday Night Football


Gravações ocorrem em Los Angeles

Da redação TV em Análise

NBC Sports Group/Divulgação


A cantora Carrie Underwood, 35, grava na manhã desta quarta-feira (20) as vinhetas de abertura dos 16 jogos da temporada 2018 do Sunday Night Football. A NBC Sports liberou imagens da vencedora da quarta temporada do American Idol cantando a música, ainda não definida, sozinha, guiada por uma steady-cam, e entre cheerleaders do Los Angeles Rams, no complexo da Universal Studios, em Universal City (região metropolitana de Los Angeles).
A princípio, estão garantidas 16 versões da música do Sunday Night Football para a temporada 2018 (uma para cada jogo), que começa no dia 9 de setembro, com a partida entre Green Bay Packers e Chicago Bears, a ser jogada no Lambeau Field, em Green Bay (Wisconsin). No dia dessa partida, Carrie estará em Londres, atendendo a um compromisso da rádio BBC2. Ela estará na capital britânica fazendo show de divulgação de seu sexto álbum de inéditas, Cry Pretty, que será lançado na terça-feira, 4 de setembro, em lojas físicas e nas plataformas digitais da Capitol Nashville/EMI . As pré-vendas já começaram.
Na temporada 2017 da NFL, a NBC manteve essa mesma linha de 16 versões de Oh, Sunday Night, feita a partir de uma colaboração de Carrie com Miranda Lambert, 34, Somethin’ Bad, lançada em 19 de maio de 2014. Uma 17ª chegou a ser cogitada para a última partida da temporada do Sunday Night Football, que ocorreria no dia 31 de dezembro, mas a NBC optou por cancelar por entender que não havia implicância alguma de tabela de playoffs. De 2013 a 2015, Carrie usou Waiting All Day for Sunday Night, baseada em I Hate Myself for Loving You, gravada em 1988 por Joan Jett e sua banda Joan Jett and the Blackhearts. A canção foi usada por Pink, 38, em 2006, e Faith Hill, 50, de 2007 a 2012.
Na tabela que a NBC divulgou no dia 19 de abril, o Los Angeles Rams, time cujas cheerleaders aparecem na foto da matéria, terá duas aparições na temporada 2018 do Sunday Night Football. A primeira será no dia 21 de outubro, em Santa Clara (região da Bay Area), contra o San Francisco 49ers. A segunda, no dia 16 de dezembro, em casa, no Los Angeles Memorial Coliseum, contra o Philadelphia Eagles, campeões do Super Bowl LII. As duas partidas fazem parte da grade flexível que a NFL empregará a partir da semana 5.

Publicado em Canta USA, Esportes | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário