Panorama de roteiros e produção de pilotos da NBC para a temporada 2015-2016 – área de drama


*Família de Chicago Fire e Chicago PD pode ser ampliada para a classe médica
*Projetos de técnico do The Voice e de criador de Downton Abbey seguem engavetados

Da redação TV em Análise

New Line Productions/Divulgação


Quaid em Alta Frequência: série baseada em filme está nos planos da NBC

Com 36 projetos, a NBC se torna até o momento a segunda rede americana que mais recebeu propostas de novas séries dramáticas com vistas à temporada televisiva 2015-2016. Seis adaptações literárias estão entre os projetos apresentados, incluindo uma que já foi transformada em filme. Trata-se de Frequency, proposta de atualização de Alta Frequência, filme lançado há 15 anos, com Jim Caviezel e Dennis Quaid nos papéis principais. O projeto ainda está com o roteiro em desenvolvimento.
Dos projetos que seguiram para a fase de pilotos, está a versão médica da família Chicago (Fire/PD), que vai receber o nome de Chicago Med. A única adaptação literária que seguiu para os pilotos (com vistas à escalação de elenco) foi Heart Matters, baseado na autobiografia da médica Kathy E. Magliato. Os outros 11 pilotos são ideias originais que foram sendo apresentadas por roteiristas e até atores, como é o caso de Rob Lowe (ex-Parks and Recreation), que criou, idealizou e está produzindo o humor negro Apocalypse. Parte desses projetos é de evento dramático de 10 episódios, que tecnicamente corresponde a uma minissérie.
Também seguem na “pendura” da NBC projetos como The 1970s, do técnico do The Voice Adam Levine, e The Gilded Age, de Julian Fellowes (Downton Abbey) pendente desde novembro de 2013. A relação detalhada de projetos de novas séries dramáticas da NBC para a temporada 2015-2016 está assim distribuída:

12 pilotos foram ordenados:

Apocalypse
Blindspot
Chicago Med
The Curse of Fuentes Women
Endgame
Game of Silence
Heart Matters(*)
Love is a Four Letter Word
Manhunt
Shades of Blue
Unveiled
Warrior

(*)Adaptação literária

Um compromisso de produção de piloto foi assinado:

Devil’s Advocate(*)

(*)Adaptação literária, posteriormente transformada em filme

20 projetos de roteiro foram encomendados:

The 1970s
Critical
Death Class
Decalogue
Family Business
Faust
The Gilded Age
Imitation(*)
Junior Bender(*)
Justice
The Possession of Maggie Gill
Robin Hood & Marian
Shadowland(*)
Wasteland
The Zone

Projetos sem título de:
-Amanda Lasher
-Andrea Newman
-Chad Vilella, Matthew Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett
-Ben Silverman (Beatles Project)
-Shawn Holley

(*)Adaptações literárias

Três projetos de roteiro foram encomendados com penalização. São eles:

Frequency(*)
Maidenhead
Raven Rock(**)

(*)Adaptação de filme
(**)Adaptação literária

Outros panoramas de projetos de novas séries dramáticas para 2015-2016:
*ABC: 39
*CBS: 39
*FOX: 34

Na próxima postagem, o panorama de roteiros e produção de pilotos da The CW para a tenporada 2015-2016 na área de drama.

Publicado em Panoramas, Séries | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Enquanto a Panicat Aricia não vem: As curvas da ex-apresentadora Carolyne Ferreira na Sexy de março de 2006


Seu primeiro emprego foi como babá. Foi garçonete de pizzaria, balconista de padaria e assistente odontológica antes de virar apresentadora do canal pago Sexy Hot, de onde se desligou em 2010, para lançar um livro. Também chegou a aparecer nos intervalos da faixa da meia-noite no Multishow. Em 2013, lançou um CD autoral assinando como Kátia Figueiredo

Fotos Fábio Heinzenreder/Revista Sexy/Reprodução

Publicado em Divas, Revistas, Variedades | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Assunto da semana: Gritos de horror no Teatro Dolby


A facada de Richtofen para cima dos Óscares da Globo e ABC

Kevin Winter/Getty Images/22.02.2015 e Reprodução/Rede Record

Feita a leitura dos números solidificados de audiência ante a estreia de Gugu Liberato na Record, fica a ligeira constatação de que o apresentador Neil Patrick Harris não ficou apenas seminu, de cuecas, ante 1,6 milhão de telespectadores na Grande São Paulo, pelas medições do Ibope. Na comparação com a entrevista da carcerária Suzane von Richtofen, exibida na noite desta quarta-feira (25), vem uma constatação mais escabrosa: a 87ª edição do Oscar, realizada no domingo (22), tomou uma facada de 3,3 milhões de telespectadores.

Robyn Beck/AFP/Getty Images/22.02.2015

E tal afirmativa faz sentido também para o mercado americano: na comparação com os números registrados pela condução de Ellen DeGeneres no domingo de Carnaval de 2014, boicotado por diversas estrelas de Hollywood na Sapucaí em favor do mega-selfie do Dolby Theatre, a peça teatral que NPH fez para o Oscar 2015 perdeu 16% de seus telespectadores, por mais que a ABC se esforce em justificar isso ou aquilo. Nem o abração da Lady Gaga sapecado na Julie Andrews salva o estrago já consumado. Algo tem de ser reinventado.

Robyn Beck/AFP/Getty Images/22.02.2015 e Tumblr Desespero da Veja

Embora ainda seja a premiação de entretenimento mais vista da televisão americana de uma forma geral, servindo até como balança divisória da mid-season para a temida spring-season, o Oscar, como produto televisivo, precisa sofrer ser profundamente repensado para os próximos anos do convênio entre a rede ABC e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS, na sigla em inglês). Precisa pensar, principalmente, nas audiências jovens que começaram a assimilar dramas tipo A Culpa é das Estrelas. Esse é o erro.

ABC/Reprodução/22.02.2015

Não estamos aqui para desmerecer o trabalho dos produtores executivos Craig Zadan e Neil Meron. Muitíssimo pelo contrário: na cantoria de Jennifer Hudson em memória dos mortos da comunidade cinematográfica no exercício 2014-2015, a ex-competidora do American Idol mandou no torque vocal um recado indireto a Kelly Clarkson e Carrie Underwood: quem não tem competência para ser atriz, não se estabelece, nem merece papel digno de Oscar. Uma verdadeira banana sonora para essa gente. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (1º/3)

Publicado em Cinema, Coluna da Semana, Eventos, Premiações | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A capa e as fotos de divulgação da Panicat Aricia Silva na Sexy de março de 2015


Ensaio já está nas bancas do eixo Rio-São Paulo e ainda não tem data prevista para chegar ao restante do país

Fotos Piero D’Avila/Revista Sexy/Divulgação

“Agradeço a Deus todos os dias por minha vida, minha família e meu trabalho. Por poder contemplar tantas oportunidades e lutar com tanta independência, ainda que tão nova. Muitos criticam, eu sei. Mas eu supero fácil essa parte considerando que pra mim é Arte feita com muito amor e dedicação. ‘Fazer o que você gosta é liberdade. Gostar do que você faz, é felicidade.’
Muito feliz em anunciar a vocês, meus queridos e fiéis seguidores, que estampo a Capa deste mês de Março da Revista SEXY!”

(Aricia Silva, no Instagram)

Publicado em Divas, Revistas, Variedades | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

EXCLUSIVO: Sai a primeira avaliação parcial do Críticas para o concurso Miss Universo 2015


*Após vitória no Miss Universo 2014, Colômbia entra com candidata forte para a 64ª edição do certame, que pode ocorrer na China
*Venezuela e Polônia também estão entre as primeiras favoritas ao título

Da redação TV em Análise

Marija Parra/El Universal/17.11.2014


Ariadna Gutiérrez: colombiana começa na ponta

Um mês após a eleição da colombiana Paulina Vega como Miss Universo 2014, Colômbia e Venezuela travam uma importante disputa na primeira avaliação parcial que o TV em Análise Críticas realiza com vistas à 64ª edição do concurso Miss Universo, prevista para ocorrer em novembro, na China (em cidade ainda não definida), a depender de negociações futuras e do comportamento das organizações de concursos rivais como o Miss Mundo, Miss Beleza Internacional e Miss Terra, que ainda não decidiram suas datas. Por um milésimo de diferença, Ariadna Gutiérrez, candidata que sucedeu Paulina no título de Señorita Colombia 2014, em concurso realizado na segunda-feira (17/11), em Cartagena, está à frente de Mariana Jiménez, candidata que a Venezuela elegeu na quinta-feira (9/10), em Caracas. Um pouco atrás, está a polonesa Ewa Mielnicka, que conseguiu seu título nacional no domingo (7/12). A mexicana Wendy Esparza e a portorriquenha Catalina Morales, que também foram eleitas em concursos nacionais realizados no segundo semestre do ano passado, completam o top 5 desta rodada.
O cronograma de concursos nacionais, a ser retomado na sexta-feira (6/3) com a eleição da candidata da Eslováquia, será decisivo para a permanência de candidatas como a belga Annelies Törös, que ocupa a sexta colocação nesta rodada. À medida que as avaliações parciais forem sendo realizadas, outras candidatas que estão no top 15 desta rodada (e das próximas a serem realizadas) podem correr o risco de cair fora. As cinco candidatas que estão com mais risco de irem para o descenso são a caimanesa Tonie Chisolm, a angolana Witney Shikongo, a casaque Regina Vandysheva, a boliviana Romina Rocamonje e a mauriciana Khusboo Ramnawaj. Abaixo, em ordem decrescente, as notas das 16 candidatas nacionais já eleitas para o Miss Universo 2015:

NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM DECRESCENTE
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Ariadna Gutiérrez (COL) 10 10 9,986 9,995
Mariana Jiménez (VEN) 10 9,998 9,986 9,994
Ewa Mielincka (POL) 9,995 10 9,979 9,991
Wendy Esparza (MEX) 10 10 9,939 9,979
Catalina Morales (PUR) 10 9,979 9,959 9,979
Annelies Törös (BEL) 10 9,856 9,987 9,947
Anindya Kusuma (INA) 9,967 9,959 9,899 9,941
Kim Seo-yeon (KOR) 10 9,975 9,831 9,935
Dasa Radosavljevic (SER) 9,975 9,964 9,853 9,930
Javidan Gurbanova (AZE) 10 9,935 9,854 9,929
Tonie Chisolm (CAY) 10 9,989 9,784 9,924
Witney Shikongo (ANG) 9,984 9,895 9,879 9,919
Regina Vandysheva (KAZ) 9,867 9,977 9,876 9,906
Romina Rocamonje (BOL) 9,791 9,833 9,986 9,870
Khusboo Ramnawaj (MRI) 9,843 9,937 9,659 9,813
Markélia Marina Konstantinou (CYP) 9,856 9,895 9,654 9,801
NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM ALFABÉTICA
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Witney Shikongo (ANG) 9,984 9,895 9,879 9,919
Javidan Gurbanova (AZE) 10 9,935 9,854 9,929
Annelies Törös (BEL) 10 9,856 9,987 9,947
Romina Rocamonje (BOL) 9,791 9,833 9,986 9,870
Ariadna Gutiérrez (COL) 10 10 9,986 9,995
Kim Seo-yeon (KOR) 10 9,975 9,831 9,935
Markélia Marina Konstantinou (CYP) 9,856 9,895 9,654 9,801
Tonie Chisolm (CAY) 10 9,989 9,784 9,924
Anindya Kusuma (INA) 9,967 9,959 9,899 9,941
Regina Vandysheva (KAZ) 9,867 9,977 9,876 9,906
Khusboo Ramnawaj (MRI) 9,843 9,937 9,659 9,813
Wendy Esparza (MEX) 10 10 9,939 9,979
Catalina Morales (PUR) 10 9,979 9,959 9,979
Ewa Mielincka (POL) 9,995 10 9,979 9,991
Dasa Radosavljevic (SER) 9,975 9,964 9,853 9,930
Mariana Jiménez (VEN) 10 9,998 9,986 9,994

Após a rodada, o panorama de classificação das 15 semifinalistas (considerando o padrão adotado pela Miss Universe Organization) é este:

-Ariadna Gutiérrez (COL)-9,995
-Mariana Jiménez (VEN)-9,994
-Ewa Mielincka (POL)-9,991
-Wendy Esparza (MEX)-9,979
-Catalina Morales (PUR)-9,979
-Annelies Törös (BEL)-9,947
-Anindya Kusuma (INA)-9,941
-Kim Seo-yeon (KOR)-9,935
-Dasa Radosavljevic (SER)-9,930
-Javidan Gurbanova (AZE)-9,929
-Tonie Chisolm (CAY)-9,924
-Witney Shikongo (ANG)-9,919
-Regina Vandysheva (KAZ)-9,906
-Romina Rocamonje (BOL)-9,870
-Khusboo Ramnawaj (MRI)-9,813

-Markélia Marina Konstantinou (CYP)-9,801

As notas de avaliação foram ponderadas a partir de comentários de internautas em fóruns especializados, combinados com a análise empírica de imagem e de noticiário das candidatas feita pela redação do Críticas, realizada no dia 25 de fevereiro de 2015. Vale ressaltar que esta sondagem não reflete, necessariamente, a classificação oficial para as semi-finais do Miss Universo 2014, bem como para suas etapas classificatórias posteriores (trajes de banho, trajes de gala e entrevista final).

O que mudou em relação à 1ª parcial do Miss Universo 2014?

A eleição de Paulina Vega como Miss Universo 2014 fortaleceu o status da Colômbia para esta rodada inicial do Miss Universo 2015, na comparação com a primeira avaliação parcial que o Críticas divulgou, em 12 de novembro de 2013. À ocasião, Vega, que acabara de vencer o título de Señorita Colombia, ocupava a quarta colocação. Na avaliação final, publicada em 24 de janeiro, Vega já ocupava a terceira colocação e se colocava como uma potencial favorita ao título que levaria.
O primeiro lugar de Ariadna Gutiérrez nesta rodada apenas reforça o poder de fogo que a coordenação do Concurso Nacional de Belleza de Colombia passou a ter junto à Miss Universe Organization, ofuscando a até então poderosa Venezuela, que enviou para o eixo Doral-Miami uma candidata de baixíssimo calibre, Migbelis Castellanos. A revisão de sua nota de aparições de mídia foi crucial para que ela caísse na fase de trajes de gala, sucumbindo a uma ânsia colombiana que já durava 56 anos e seis meses. E que lamentavelmente Gabriel Garcia Márquez não viveu para vê-la ser encerrada da melhor maneira. ¡Y viva Gabo! ¡Y viva Colômbia!

Reprodução/Twitter/Sofia Vergara/25.01.2015

Publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Os vencedores do 87º Oscar, em detalhes e estatísticas


*Indicadas em nove categorias, Birdman e Grande Hotel Budapeste empataram com quatro estatuetas cada
*Em três categorias, houve discordâncias com premiações de sindicatos

Da redação TV em Análise

Robyn Beck/AFP/Getty Images


-¡Y viva México!

Foram anunciados na noite deste domingo (22), em cerimônia realizada no Dolby Theatre, em Los Angeles, os vencedores das 24 categorias da 87ª edição do Oscar, principal premiação da indústria cinematográfica americana. Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e O Grande Hotel Budapeste foram as produções que, além de terem recebido o maior número de indicações (foram nove para cada uma), também saíram com o maior número de estatuetas. Ambos os filmes venceram quatro categorias cada, incluindo melhor filme, melhor direção (para o mexicano Alejandro González Iñárritu), melhor roteiro original (equipe de Iñárritu), melhor figurino (para Milena Canonero, de Grande Hotel…), melhor direção de arte (também para Grande Hotel…) e melhor fotografia (para Emanuel Lubescki, de Birdman).
Logo atrás, com três estatuetas, ficou Whiplash – Em Busca da Perfeição, contemplada nas categorias de melhor ator coadjuvante, para J.K. Simmons, mixagem de som e edição. A exemplo de Simmons, ator egresso de trabalhos na televisão, Patricia Arquette, de Boyhood – Da Infância à Juventude, Julianne Moore, de Para Sempre Alice, e Eddie Redmayne, de A Teoria de Tudo, confirmaram os prognósticos oriundos do ciclo de premiações preliminares (Golden Globes, SAG Awards e BAFTA Film) e levaram todas as premiações de atuação. Noutra ponta, Iñárritu encerrou uma disputa que vinha sendo travada com o inglês Richard Linklater, de Boyhood, para a categoria de melhor diretor. No Oscar, o mexicano acabou levando vantagem, desempatando um quadro que estava em 2 a 2, desde os Golden Globes.
Entre os vencedores de algumas categorias técnicas, três discordâncias foram observadas em relação ao ciclo das premiações de sindicatos. Apesar de o VES Awards ter consagrado Planeta dos Macacos: O Confronto, os votantes do Oscar na área de efeitos especiais optaram pelo fraquíssimo Interestelar. Mesmo tendo vencido o Cinema Audio Society Awards na categoria de mixagem de som para filme live-action, Birdman perdeu a categoria de mixagem de som do Oscar para Whiplash, que nem sequer foi indicada para a premiação sindical. Vencedora na área de roteiro original, Birdman nem sequer foi indicada ao WGA Awards nesse segmento.
A seguir, a lista detalhada de vencedores:

Melhor filme
Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Melhor ator
Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo

Melhor atriz
Julianne Moore – Para Sempre Alice

Ator coadjuvante
J.K. Simmons – Whiplash – Em Busca da Perfeição

Atriz coadjuvante
Patricia Arquette – Boyhood – Da Infância à Juventude

Direção
Alejandro González Iñárritu – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Roteiro original
Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelans Jr. e Armando Bo – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Roteiro adaptado
Graham Moore – O Jogo da Imitação

Trilha original
Alexandre Desplat – O Grande Hotel Budapeste

Canção original
Glory (Selma) – Letra e música de John Legend e Common

Maquiagem e penteado
O Grande Hotel Budapeste

Figurino
Milena Canonero – O Grande Hotel Budapeste

Efeitos visuais
Interestelar

Edição
Tom Cross – Whiplash – Em Busca da Perfeição

Edição de som
Sniper Americano

Mixagem de som
Whiplash – Em Busca da Perfeição

Direção de arte
O Grande Hotel Budapeste

Fotografia
Emanuel Lubescki – Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Filme de animação
Operação Big Hero

Documentário
Citizenfour

Curta documentário
Crisis Hotline: Veterans Press 1

Curta de ficção
The Phone Call

Curta de animação
O Banquete

Filme estrangeiro
Ida (POL)

Duke/Diário do Centro do Mundo

Publicado em Cinema, Eventos, Premiações | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário