Panorama de roteiros e produção de pilotos da ABC para a temporada 2015-2016 – área de comédia


Inclui projetos de Ron Howard, Chevy Chase, Will Gluck, Jimmy Kimmel e Scott Foley

Da redação TV em Análise

Simon & Schuster/Reprodução


Capa do livro que deu origem ao projeto de The Brainy Bunch

A partir de agora, o TV em Análise Críticas passará a publicar textos contendo as relações de projetos de novas séries para a temporada 2015-2016 nas cinco principais redes abertas americanas. Para começar, a ABC recebeu 43 projetos de novas séries de comédia, assim distribuídas:

Seis compromissos de produção de pilotos foram acertados:

An Astronauts Guide to Life on Earth
Bachelor Party
Funhouse
Moone Boy

Projetos sem título de:
-Chevy Chase e Beverly D’Angelo
-Judah Miller

28 projetos de roteiro foram encomendados. São eles:

The Big Hole
Big Stop
Dish
The Finger
Follow Your Heart
Forever 31
Grandma Dearest
The Greater Good
I Like The Way Just I Am
In Security
Juvie
Men in Shorts
The Mighty Camila
Mr. Chris
No Angels
Nuclear Family
Plus One
Raising Adults
Totally Illegal
Uncle Buck

Projetos sem título de:
-Ali Wentworth
-Eve
-Scott Foley e Greg Gunberg
-Gregg Metler
-Emily Halpern e Sarah Haskins
-Jermaine Fowler
-Johnny Knoxville
-Stephnie Weir

Nove projetos de roteiros foram encomendados com penalização. São eles:

The Barrio
Bookclub
The Brainy Bunch(*)
I Love Your Ex
So Where Were We
Splitting the Intelligence
Who’s Steve

Projetos sem título de:
-Fortune Feimster
-Jimmy Kimmel

(*)Adaptação de livro

Na próxima postagem, o panorama de roteiros e produção de pilotos da ABC para a temporada 2015-2016 na área de drama.

Publicado em Panoramas, Séries | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

EXCLUSIVO: Sai a 28ª avaliação parcial do Críticas para o concurso Miss Universo 2014, com novas notas de entrevista


Húngara encosta em brasileira na briga pela sobrevivência entre grupo de favoritas, que subiu de 15 para 16 para atender critérios da MUO

Da redação TV em Análise

Miss Universe/Divulgação


Henrietta Kelemen: húngara na briga

A avaliação de mais quatro notas de perfis oficiais de candidatas veiculados no site da organização da 63ª edição do concurso de Miss Universo colocou a húngara Henrietta Kelemen na cola da brasileira Melissa Gurgel, que caiu para a 14ª colocação. Na 15ª colocação, Kalemen pode subir mais posições no ranking das 16 favoritas ao título, levando em conta o critério adotado pela Miss Universe Organization que engloba nove candidatas classificadas no Presentation Show, seis avaliadas diretamente pela MUO a partir de seus desempenhos nas atividades oficiais, a começarem no dia 7 de janeiro e a candidata que vier a ser escolhida através de votação popular.

Miss Universo Brasil/Facebook/Divulgação/21.11.2014


Melissa Gurgel: brasileira no desespero

No entanto, Melissa também pode ser beneficiada pelos mesmos critérios, dependendo principalmente da combinação de notas a ser tomada ainda das candidatas da França, Camille Cerf, e da República Tcheca, Gabriela Franková, que ainda não tiveram seus perfis oficiais divulgados pela MUO. Já computando a substituição de Rolene Strauss por Ziphozakhe Zokufa como representante da África do Sul e considerando a exclusão da vietnamita Dang Thu Thao, o quadro de notas em ordem decrescente das 88 candidatas nacionais confirmadas para a disputa do título de Miss Universo 2014 é este:

NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM DECRESCENTE
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Perfil Oficial Média Geral
Tegan Martin (AUS) 9,991 10 9,951 9,980
Josselyn Garciglia (MEX) 9,983 10 9,958 9,980
Paulina Vega (COL) 10 9,970 9,967 9,979
Gabriela Berrios (PUR) 10 9,973 9,963 9,978
Camille Cerf (FRA) 9,987 9,954 9,985 9,975
Yomatzy Hazlewood (PAN) 10 9,967 9,953 9,973
Johanna Riva (URU) 10 9,952 9,954 9,968
Yasmin Verheijen (NED) 9,973 9,997 9,930 9,966
Nia Sanchez (USA) 9,951 9,985 9,953 9,963
Claudia Tavel (BOL) 9,989 9,975 9,899 9,954
Mary Jean Lastimosa (PHI) 10 10 9,835 9,945
Ziphozakhe Zokufa (RSA) 10 9,978 9,813 9,930
Gabriela Franková (CZE) 10 9,995 9,789 9,928
Melissa Gurgel (BRA) 10 9,950 9,835 9,928
Henrietta Kelemen (HUN) 9,953 9,974 9,855 9,927
Sally Greige (LIB) 10 9,953 9,799 9,917
Silvia Prochádzková (SVK) 10 9,985 9,755 9,913
Desiré Cordero (ESP) 10 9,951 9,778 9,909
Migbelis Castellanos (VEN) 10 10 9,725 9,908
Magalie Nguema (GAB) 9,980 9,952 9,792 9,908
Urska Bracko (SLO) 9,995 10 9,684 9,893
Sabrina Bennett (MAS) 9,952 9,833 9,850 9,878
Sally Jara (PAR) 10 9,995 9,634 9,876
Laurien Angelista (CUR) 10 9,895 9,732 9,875
Dilan Çiçek Deniz (TUR) 9,897 9,835 9,895 9,875
Brittany Bell (GUM) 9,968 9,899 9,755 9,874
Tomacina Culmer (BAH) 9,958 9,936 9,730 9,874
Camilla Hansson (SWE) 10 9,985 9,635 9,873
Sharr Htut Eaindra (MYA) 10 9,958 9,653 9,870
Artnesa Krasniqi (KOS) 9,985 9,967 9,658 9,870
Ana Luisa Montufar (GUA) 9,985 9,983 9,641 9,869
Pallavi Gungaram (MRI) 10 9,753 9,853 9,868
Doron Matalon (ISR) 10 10 9,589 9,863
Kimberly Castillo (DOM) 10 9,967 9,616 9,861
Ye-Bin Yoo (KOR) 9,984 9,883 9,711 9,859
Anissa Blondin (BEL) 10 9,835 9,739 9,858
Marcela Chmielowska (POL) 9,989 9,951 9,631 9,857
Noyonita Lodh (IND) 9,984 9,951 9,638 9,857
Bea Toivonen (FIN) 10 9,831 9,736 9,855
Yulia Alipova (RUS) 10 9,920 9,644 9,854
Elise Dalby (NOR) 9,985 9,854 9,719 9,852
Zuleica Wilson (ANG) 9,899 10 9,655 9,851
Elvira Devinamira (INA) 9,581 9,970 9,995 9,848
Niketa Barker (GUY) 9,987 9,895 9,659 9,847
Karina Ramos (CRC) 9,804 9,835 9,899 9,846
Digene Zimmerman (ARU) 10 9,954 9,580 9,844
Valentina Ferrer (ARG) 9,961 9,831 9,738 9,843
Ana Zubashvili (GEO) 9,717 9,954 9,855 9,842
Alejandra Argudo (ECU) 9,970 9,861 9,679 9,836
Kristina Georgieva (BUL) 9,897 9,954 9,653 9,834
Karen Hu (CHN) 9,895 9,954 9,639 9,829
Josefin Donat (GER) 9,951 9,899 9,634 9,828
Ivana Misura (CRO) 9,850 9,950 9,680 9,826
Hiwot Mamo (ETH) 9,954 9,877 9,635 9,822
Rathi Menon (SIN) 9,953 9,853 9,659 9,821
Diana Harkusha (UKR) 9,956 9,799 9,699 9,818
Andjelka Tomasevic (SER) 10 9,780 9,651 9,810
Jevon King (TTO) 9,991 9,763 9,648 9,800
Lisa Madden (IRL) 9,855 9,789 9,735 9,793
Zoe Metthez (SUI) 9,835 9,787 9,751 9,791
Avanti Marianne (SRI) 9,895 9,835 9,638 9,789
Kaci Fennell (JAM) 9,838 9,878 9,653 9,789
Abena Appiah (GHA) 9,834 9,835 9,697 9,788
Rachel Millns (NZL) 9,855 9,831 9,654 9,780
Roxanne Nicholas (LCA) 9,859 9,854 9,625 9,779
Carolyn Bernard (TAN) 9,897 9,741 9,695 9,777
Gabriela Ordoñez (HON) 9,767 9,853 9,697 9,772
Patricija Belousova (LTU) 9,954 9,735 9,625 9,771
Grace Levy (GBR) 9,934 9,715 9,640 9,763
Marline Barberena (NIC) 9,890 9,731 9,661 9,760
Christie Desir (HAI) 9,831 9,748 9,695 9,758
Valentina Bonariva (ITA) 9,684 9,953 9,635 9,757
Xhaneta Byberi (ALB) 9,895 9,719 9,654 9,756
Rosanna Chichester (IVB) 9,654 9,732 9,879 9,755
Queen Celestine (NGR) 9,853 9,789 9,614 9,752
Jimena Espinoza (PER) 9,893 9,627 9,730 9,750
Chanel Beckenlehner (CAN) 9,715 9,804 9,730 9,749
Shanice Williams (TCA) 9,750 9,814 9,680 9,748
Keiko Tsuji (JPN) 9,730 9,860 9,655 9,748
Pimbongkod Chankaew (THA) 9,843 9,758 9,639 9,746
Patricia Murillo (ESA) 9,976 9,653 9,584 9,737
Julia Furdea (AUT) 9,853 9,726 9,613 9,730
Patrícia da Silva (POR) 9,840 9,733 9,595 9,722
Gaylyne Ayugi (KEN) 9,787 9,698 9,654 9,713
Ismini Dafopolou (GRE) 9,684 9,808 9,647 9,713
Zhazira Nurimbetova (KAZ) 9,832 9,972 9,251 9,685
Hellen Toncio (CHI) 9,697 9,652 9,658 9,669
Lara Debbana (EGY) 9,659 9,684 9,625 9,656
NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM ALFABÉTICA
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Xhaneta Byberi (ALB) 9,895 9,719 9,654 9,756
Zuleica Wilson (ANG) 9,899 10 9,655 9,851
Valentina Ferrer (ARG) 9,961 9,831 9,738 9,843
Digene Zimmerman (ARU) 10 9,954 9,580 9,844
Tegan Martin (AUS) 9,991 10 9,951 9,980
Julia Furdea (AUT) 9,853 9,726 9,613 9,730
Tomacina Culmer (BAH) 9,958 9,936 9,730 9,874
Anissa Blondin (BEL) 10 9,835 9,739 9,858
Claudia Tavel (BOL) 9,989 9,975 9,899 9,954
Melissa Gurgel (BRA) 10 9,950 9,835 9,928
Rosanna Chichester (IVB) 9,654 9,732 9,879 9,755
Kristina Georgieva (BUL) 9,897 9,954 9,653 9,834
Chanel Beckenlehner (CAN) 9,715 9,804 9,730 9,749
Hellen Toncio (CHI) 9,697 9,652 9,658 9,669
Karen Hu (CHN) 9,895 9,954 9,639 9,829
Paulina Vega (COL) 10 9,970 9,967 9,979
Karina Ramos (CRC) 9,804 9,835 9,899 9,846
Ivana Misura (CRO) 9,850 9,950 9,680 9,826
Laurien Angelista (CUR) 10 9,895 9,732 9,875
Gabriela Franková (CZE) 10 9,995 9,789 9,928
Kimberly Castillo (DOM) 10 9,967 9,616 9,861
Alejandra Argudo (ECU) 9,970 9,861 9,679 9,836
Lara Debbana (EGY) 9,659 9,684 9,625 9,656
Patricia Murillo (ESA) 9,976 9,653 9,584 9,737
Hiwot Mamo (ETH) 9,954 9,877 9,635 9,822
Bea Toivonen (FIN) 10 9,831 9,736 9,855
Camille Cerf (FRA) 9,987 9,954 9,985 9,975
Magalie Nguema (GAB) 9,980 9,952 9,792 9,908
Ana Zubashvili (GEO) 9,717 9,954 9,855 9,842
Josefin Donat (GER) 9,951 9,899 9,634 9,828
Abena Appiah (GHA) 9,834 9,835 9,697 9,788
Grace Levy (GBR) 9,934 9,715 9,640 9,763
Ismini Dafopolou (GRE) 9,684 9,808 9,647 9,713
Brittany Bell (GUM) 9,968 9,899 9,755 9,874
Ana Luisa Montufar (GUA) 9,985 9,983 9,641 9,869
Niketa Barker (GUY) 9,987 9,895 9,659 9,847
Christie Desir (HAI) 9,831 9,748 9,695 9,758
Gabriela Ordoñez (HON) 9,767 9,853 9,697 9,772
Henrietta Kelemen (HUN) 9,953 9,974 9,855 9,927
Noyonita Lodh (IND) 9,984 9,951 9,638 9,857
Elvira Devinamira (INA) 9,581 9,970 9,995 9,848
Lisa Madden (IRL) 9,855 9,789 9,735 9,793
Doron Matalon (ISR) 10 10 9,589 9,863
Valentina Bonariva (ITA) 9,684 9,953 9,635 9,757
Kaci Fennell (JAM) 9,838 9,878 9,653 9,789
Keiko Tsuji (JPN) 9,730 9,860 9,655 9,748
Zhazira Nurimbetova (KAZ) 9,832 9,972 9,251 9,685
Gaylyne Ayugi (KEN) 9,787 9,698 9,654 9,713
Ye-Bin Yoo (KOR) 9,984 9,883 9,711 9,859
Artnesa Krasniqi (KOS) 9,985 9,967 9,658 9,870
Sally Greige (LIB) 10 9,953 9,799 9,917
Patricija Belousova (LTU) 9,954 9,735 9,625 9,771
Sabrina Bennett (MAS) 9,952 9,833 9,850 9,878
Pallavi Gungaram (MRI) 10 9,753 9,853 9,868
Josselyn Garciglia (MEX) 9,983 10 9,958 9,980
Sharr Htut Eaindra (MYA) 10 9,958 9,653 9,870
Yasmin Verheijen (NED) 9,973 9,997 9,930 9,966
Rachel Millns (NZL) 9,855 9,831 9,654 9,780
Marline Barberena (NIC) 9,890 9,731 9,661 9,760
Queen Celestine (NGR) 9,853 9,789 9,614 9,752
Elise Dalby (NOR) 9,985 9,854 9,719 9,852
Yomatzy Hazlewood (PAN) 10 9,967 9,953 9,973
Sally Jara (PAR) 10 9,995 9,634 9,876
Jimena Espinoza (PER) 9,893 9,627 9,730 9,750
Mary Jean Lastimosa (PHI) 10 10 9,836 9,945
Marcela Chmielowska (POL) 9,989 9,951 9,631 9,857
Patrícia da Silva (POR) 9,840 9,733 9,595 9,722
Gabriela Berrios (PUR) 10 9,973 9,963 9,978
Yulia Alipova (RUS) 10 9,920 9,644 9,854
Andjelka Tomasevic (SER) 10 9,780 9,651 9,810
Rathi Menon (SIN) 9,953 9,853 9,659 9,821
Silvia Prochádzková (SVK) 10 9,985 9,755 9,913
Urska Bracko (SLO) 9,995 10 9,684 9,893
Ziphozakhe Zokufa (RSA) 10 9,978 9,813 9,930
Desiré Cordero (ESP) 10 9,951 9,778 9,909
Avanti Marianne (SRI) 9,895 9,835 9,638 9,789
Roxanne Nicholas (LCA) 9,859 9,854 9,625 9,779
Camilla Hansson (SWE) 10 9,985 9,635 9,873
Zoe Metthez (SUI) 9,835 9,787 9,751 9,791
Carolyn Bernard (TAN) 9,897 9,741 9,695 9,777
Pimbongkod Chankaew (THA) 9,843 9,758 9,639 9,746
Jevon King (TTO) 9,991 9,763 9,648 9,800
Dilan Çiçek Deniz (TUR) 9,897 9,835 9,895 9,875
Shanice Williams (TCA) 9,750 9,814 9,680 9,748
Diana Harkusha (UKR) 9,956 9,799 9,699 9,818
Johanna Riva (URU) 10 9,952 9,954 9,968
Nia Sanchez (USA) 9,951 9,985 9,953 9,963
Migbelis Castellanos (VEN) 10 10 9,725 9,908

Após a rodada, o panorama de classificação das 16 semifinalistas (considerando o padrão adotado pela Miss Universe Organization) é este:

-Tegan Martin (AUS)-9,980
-Josselyn Garciglia (MEX)-9,980
-Paulina Vega (COL)-9,979
-Gabriela Berrios (PUR)-9,978
-Camille Cerf (FRA)-9,975
-Yomatzy Hazlewood (PAN)-9,973
-Johanna Riva (URU)-9,968
-Yasmin Verheijen (NED)-9,966
-Nia Sanchez (USA)-9,963
-Claudia Tavel (BOL)-9,954
-Mary Jean Lastimosa (PHI)-9,945
-Ziphozakhe Zokufa (RSA)-9,930
-Gabriela Franková (CZE)-9,928
-Melissa Gurgel (BRA)-9,928
-Henrietta Kelemen (HUN)-9,927
-Sally Greige (LIB)-9,917

-Silvia Prochádzková (SVK)-9,913
-Desiré Cordero (ESP)-9,909
-Migbelis Castellanos (VEN)-9,908
-Magalie Nguema (GAB)-9,908
-Urska Bracko (SLO)-9,893
-Sabrina Bennett (MAS)-9,878
-Sally Jara (PAR)-9,876
-Laurien Angelista (CUR)-9,875
-Dilan Çiçek Deniz (TUR)-9,875
-Brittany Bell (GUM)-9,874
-Tomacina Culmer (BAH)-9,874
-Camilla Hansson (SWE)-9,873
-Sharr Htut Eaindra (MYA)-9,870
-Artnesa Krasniqi (KOS)-9,870
-Ana Luisa Montufar (GUA)-9,869
-Pallavi Gungaram (MRI)-9,868
-Doron Matalon (ISR)-9,863
-Kimberly Castillo (DOM)-9,861
-Ye-Bin Yoo (KOR)-9,859
-Anissa Blondin (BEL)-9,858
-Marcela Chmielowska (POL)-9,857
-Noyonita Lodh (IND)-9,857
-Bea Toivonen (FIN)-9,855
-Yulia Alipova (RUS)-9,854
-Elise Dalby (NOR)-9,852
-Zuleica Wilson (ANG)-9,851
-Elvira Devinamira (INA)-9,848
-Niketa Barker (GUY)-9,847
-Karina Ramos (CRC)-9,846
-Digene Zimmerman (ARU)-9,844
-Valentina Ferrer (ARG)-9,843
-Ana Zubashvili (GEO)-9,842
-Alejandra Argudo (ECU)-9,836
-Kristina Georgieva (BUL)-9,834
-Karen Hu (CHN)-9,829
-Josefin Donat (GER)-9,828
-Ivana Misura (CRO)-9,826
-Hiwot Mamo (ETH)-9,822
-Rathi Menon (SIN)-9,821
-Diana Harkusha (UKR)-9,818
-Andjelka Tomasevic (SER)-9,810
-Jevon King (TTO)-9,800
-Lisa Madden (IRL)-9,793
-Zoe Metthez (SUI)-9,791
-Avanti Marianne (SRI)-9,789
-Kaci Fennell (JAM)-9,789
-Abena Appiah (GHA)-9,788
-Rachel Millns (NZL)-9,780
-Roxanne Nicholas (LCA)-9,779
-Carolyn Bernard (TAN)-9,777
-Gabriela Ordoñez (HON)-9,772
-Patricija Belousova (LTU)-9,771
-Grace Levy (GBR)-9,763
-Marline Barberena (NIC)-9,760
-Christie Desir (HAI)-9,758
-Valentina Bonariva (ITA)-9,757
-Xhaneta Byberi (ALB)-9,756
-Rosanna Chichester (IVB)-9,755
-Queen Celestine (NGR)-9,752
-Jimena Espinoza (PER)-9,750
-Chanel Beckenlehner (CAN)-9,749
-Shanice Williams (TCA)-9,748
-Keiko Tsuji (JPN)-9,748
-Pimbongkod Chankaew (THA)-9,746
-Patricia Murillo (ESA)-9,737
-Julia Furdea (AUT)-9,730
-Patrícia da Silva (POR)-9,722
-Gaylyne Ayugi (KEN)-9,713
-Ismini Dafopolou (GRE)-9,713
-Zhazira Nurimbetova (KAZ)-9,685
-Hellen Toncio (CHI)-9,669
-Lara Debbana (EGY)-9,656

As notas de avaliação foram ponderadas a partir de comentários de internautas em fóruns especializados, combinados com a análise empírica de imagem e de noticiário das candidatas feita pela redação do Críticas no dia 18 de dezembro de 2014. Vale ressaltar que esta sondagem não reflete, necessariamente, a classificação oficial para as semi-finais do Miss Universo 2014, bem como para suas etapas classificatórias posteriores (trajes de banho, trajes de gala e entrevista final).

Avaliações anteriores
*1ª avaliação parcial: 12 de novembro de 2013
*2ª avaliação parcial: 23 de dezembro de 2013
*3ª avaliação parcial: 29 de janeiro de 2014
*4ª avaliação parcial: 1º de março de 2014
*5ª avaliação parcial: 19 de março de 2014
*6ª avaliação parcial: 30 de março de 2014
*7ª avaliação parcial: 14 de abril de 2014
*8ª avaliação parcial: 5 de maio de 2014
*9ª avaliação parcial: 21 de maio de 2014
*10ª avaliação parcial: 3 de junho de 2014
*11ª avaliação parcial: 7 de junho de 2014
*12ª avaliação parcial: 9 de junho de 2014
*13ª avaliação parcial: 29 de junho de 2014
*14ª avaliação parcial: 7 de julho de 2014
*15ª avaliação parcial: 26 de julho de 2014
*16ª avaliação parcial: 5 de agosto de 2014
*17ª avaliação parcial: 18 de agosto de 2014
*18ª avaliação parcial: 31 de agosto de 2014
*19ª avaliação parcial: 17 de setembro de 2014
*20ª avaliação parcial: 29 de setembro de 2014
*21ª avaliação parcial: 13 de outubro de 2014
*22ª avaliação parcial: 29 de outubro de 2014
*23ª avaliação parcial: 13 de novembro de 2014
*24ª avaliação parcial: 24 de novembro de 2014
*25ª avaliação parcial: 26 de novembro de 2014
*26ª avaliação parcial: 9 de dezembro de 2014
*27ª avaliação parcial: 15 de dezembro de 2014

Publicado em Datamisses, Nossas Venezuelas, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cosme Rímoli: Novelas apelativas da Globo mudaram o futebol


Cenas explícitas das novelas das nove da Globo sabotam o futebol brasileiro. Nas quartas-feiras, às 22 horas, a média de público é 25% menor do que no domingo as 16 horas. É o resultado do futebol de joelhos diante de uma emissora…

Do R7

Reprodução/VICE


Na foto, cartaz da novela Em Família, lançada em 1982

Prostituição, assassinatos, infidelidade, tráfico de drogas, bissexualidade. Esses eram os singelos temas família da novela Duas Caras da TV Globo, em 2007. O Ministério da Justiça resolveu sair do marasmo. E determinou: se quisesse continuar a exibir esse exemplo de vida para o país, a emissora teria de mudar. Por considerá-la imprópria para menores de 14 anos (por que será?) só poderia entrar no ar a partir das 21 horas.
A partir daí, na luta para resgatar audiência, as novelas das nove começaram a mostrar beijos homossexuais, mais sexo, mais mortes, mais tráfico de drogas, de pessoas, prostituição, infidelidades. Para o Ministério da Justiça, a população a partir dos 14 anos já está pronta para acompanhar todas essas cenas. A partir das 21 horas vale quase tudo.
Pronto! Oficialmente o futebol brasileiro estaria mudado para sempre. Com o monopólio de mais de 40 anos, a Globo exigiu e a CBF prontamente aceitou. Os jogos de quarta-feira aconteciam há décadas após as novelas. Antes elas começavam às 20 horas e as partidas se iniciavam às 21 horas. Mas a partir de 2007, eles se fixariam no horário das nove da noite. Há sete anos oficialmente, o futebol passou para as 22 horas.

Katie Yu/ABC/Divulgação


Cena de Once Upon A Time, ambientada na sede da CBF, no Rio

Executivos da emissora e presidentes da CBF, desde então, fecham os olhos. Fazem de conta que vivem na Suíça. Viram os rostos para a violência dos centros urbanos, ao absurdo que é obrigar os torcedores a deixar os estádios à meia-noite. Tendo de voltar para casa e trabalhar na manhã seguinte. Um sacrifício que não é levado em consideração.
Na mentalidade capitalista da Globo, o que importam milhares que vão aos estádios? Nada diante dos milhões que consomem o futebol em casa, pela televisão. Eles sim interessam aos patrocinadores que gastam mais de R$ 1 bilhão para mostrarem suas marcas durante os jogos.
Só o que que era impressão está mais do que comprovado. Ainda não vivemos em um país de imbecis suicidas. Não é por acaso que, cada vez está mais difícil as câmeras mostrar pedaços dos estádios cheios de torcedores. Por mais que exista a vontade de maquiar, não dá para mostrar o que não existe.
Um simples levantamento pela Folha mostra o óbvio ululante. Os torcedores estão fugindo em massa das partidas às 22 horas nas quartas-feiras. São 25% a menos do que nos jogos aos domingos. A média é de 14.802 contra 19.914 pessoas que vão aos estádios às 16 horas do domingo.
A situação fica constrangedora porque graças à Copa do Mundo, o Brasil possui estádios modernos. Com capacidade entre 42 mil torcedores na Arena da Baixada e 78 mil no Maracanã. Não dá para disfarçar. Os vazios são cada vez mais vergonhosos. Ainda mais com os indecentes preços cobrados nos lugares nobres dos estádios. No meio de campo, as transmissões passaram a dar closes nas jogadas, nos rostos dos atletas. Tudo para fugir das arquibancadas vazias.
A cúpula da CBF, os presidentes de clubes, os executivos da Globo sabem muito bem o que está acontecendo. Mas não vão mexer um dedo para mudar a situação. A emissora tem o direito do Brasileiro até 2018. Renovou negociando direto com a CBF, sem concorrência.
Os temas de suas novelas continuam cada vez mais pesados. E perdendo audiência. Tevê a cabo e Internet são as grandes vilãs da decadência global. O último capítulo de Em Família deu 35 pontos, o mais baixo de toda a história da emissora no encerramento de uma novela. Senhora do Destino, em 2004, chegou a 51 pontos. Renascer em 1993, bateu nos 61 pontos. Tieta, em 2009 chegou a 64 pontos. Os números fazem executivos chorar de saudade.
A saída são cenas de sexo, linguagem chula, assassinatos, mais tráfico de drogas. Ou seja, nunca mais a novela ‘das nove’ voltará a ser ‘das oito’. Isso se não se transformar em ‘das dez’. O que é uma real possibilidade. Com o futebol podendo começar às 23 horas.
O pior é que cada vez mais crianças que desejam acompanhar, torcer por seus times precisam ficar esperando até as 22 horas. Muitas vezes acompanhando as cenas pesadas destas novelas. Ninguém do Ministério da Justiça vai fiscalizar se essas crianças têm mesmo mais de 14 anos.
“A Globo paga, pode mostrar o jogo no horário que quiser. Ninguém gosta. Mas quem banca é o dono do espetáculo”, me diz um vice presidente de grande clube paulista, que pede anonimato. Não quer problema com a emissora.
Tudo fica muito pior quando, a impressão que o decadente nível técnico do futebol brasileiro, se torna realidade. Um pesquisa séria da Pluri Consultoria tinha a intenção de mostrar os elencos mais valorizados do país. Tudo que conseguiu foi alertar para um dado colateral mais do que preocupante.
Os 25 maiores clubes do Brasil juntos têm elencos avaliados em 862 milhões de euros, cerca de R$ 2,8 bilhões. O menor valor nos últimos quatro anos. Cada vez mais nossos times possuem jogadores desvalorizados no mercado internacional. Traduzindo de maneira direta: piores. E com atletas mais fracos, os jogos perdem brilho.
Com certeza não é por acaso que os atuais campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana são San Lorenzo e River Plate. Clubes importantes, mas com poderio econômico bem abaixo de vários clubes brasileiros.
A própria equipe econômica do governo Dilma Rousseff admite. 2015 será um ano difícil, de recessão. A tendência é que os estádios brasileiros fiquem ainda mais vazios. O Campeonato Brasileiro tem apenas a 15ª quinta média de público no mundo, com 14.951 pagantes. Os primeiros: Alemão, 43.173. Inglês, 36.589; Espanhol, 26.867; Italiano, 23.365; Mexicano, 22.939; Francês, 20.693, Argentino, 20.599; Holandês, 19.289; Norte-Americano, 19.743; Chinês, 18.571; Segunda Divisão da Alemanha, 17.491; Japonês, 17.160; Segunda Divisão da Inglaterra, 16.438; Turco, 15.014.
A média da Alemanha deve ainda aumentar na próxima temporada. Estes números consolidados são da temporada passada, 2013/2014. Ou seja, antes da conquista da Copa do Mundo no Brasil.
O resumo da situação neste país cabe nas palavras de Paulo André, líder do movimento Bom Senso, logo após o vexame do time de Felipão no Mundial.
“A parceria Globo/CBF, numa tática de intimidação, “controla” (financeiramente) seus 47 membros que ditam os rumos do futebol no Brasil – 20 clubes da série A e 27 Federações Estaduais – e joga no melhor estilo chinês, “bárbaros contra bárbaros”, ou seja, clubes versus jogadores versus torcedores, fazendo uma cortina de fumaça para desviar o foco da “incompetência” de uma e da real intenção da outra – a manutenção do poder.”
Com cenas cada vez mais explícitas envolvendo sexo e violência, nunca mais as novelas das nove da Globo voltarão às 20 horas. E o futebol não começará às 21 horas, ou até às 20h30, como jogadores e torcedores desejam. O que interessa são os bilhões pagos pelos patrocinadores de novelas e do futebol. Não contam os apaixonados por seus times que desejam incentivar as equipes nos estádios.
Se preciso for, basta seguir o exemplo da Triestina, time da Segunda Divisão da Itália. A televisão reclamava. Não havia torcedores nos seus jogos, principalmente nos lugares mais caros. O clube decidiu colocar painéis com torcedores pintados. Só para dar a impressão de estádio cheio.
Pode ser uma saída no futebol do Brasil, dominado pela Globo e CBF. Depois das cenas explícitas nas novelas, painéis simulando torcida às quartas-feiras às 22 horas. É o que está faltando para o futebol deste país, que fica de joelhos diante do dinheiro de uma emissora…

Publicado em Esportes, Força da Grana, Globelezação, Imperialsmo midiático, Monopólio da informação | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Assunto da semana: O show de Rebecca Romijn e a comédia de erros dos guardiães da biblioteca


Cheia de efeitos visuais, The Librarians é série de uma atriz só

TNT/Divulgação/15.12.2014

Passado o ciclo de indicações ao SAG Awards/Golden Globes 2015, a primeira leva de episódios de The Librarians (Universal, 2ª, 21h/horário especial, 12 anos) impressiona não apenas pela ausência notória do protagonista dos filmes, Noah Wyle (enfiado até o pescoço com a quinta e última temporada de Falling Skies). Mas principalmente pelo festival de efeitos visuais 4K, capazes de colocar a nocaute a produtora de Conselho Tutelar, recém-exibida pela Record. E, principalmente, pela onipresença de Rebecca Romijn. A explicar.

TNT/Divulgação/15.12.2014

Babaca desde a raiz, a premissa de Librarians remete ao mais rústico livrinho de desenhos de grêmio estudantil. Não tem forma nem conteúdo. Não é nenhum True Detective, mas é um espetáculo de competência artística de Romijn, vinda de um fracasso na TNT (que exibe Librarians nos Estados Unidos) chamado King & Maxwell. Esqueça. Esqueça currículo, esqueça vida pessoal da atriz, esqueça tudo. O papel da ex-agente da OTAN Eve Baird caiu praticamente como uma luva de pelica em suas delicadas mãos. Bingo.

TNT/Divulgação/15.12.2014

No campo dos efeitos visuais, Librarians deixa congêneres da área de fantasia como Marvel’s Agents of SHIELD e Once Upon A Time no chinelo. Totalmente o oposto do enredo de John Core (Leverage), pobre de espírito, digno de Framboesa de Ouro. Outro ponto forte para Librarians nas áreas técnicas está na quantidade de dublês empregados para as cenas de ação que envolveram Romijn – dois, no total. Também contam pontos para o Primetime Emmy de Artes Criativas as áreas de figurino, direção de arte e maquiagem.

TNT/Divulgação/15.12.2014

Em resumo, os três episódios iniciais de The Librarians mostraram uma ausência total de atores coadjuvantes, à exceção da sombra do espelho da biblioteca protagonizada por Bob Newhart. Chroma-key puro. Engana os trouxas tanto quanto o Percival sem bigode. Em tempos de telebaixaria e cachorradas de analistas econômicos e supostos “especialistas” de mercado acerca do caso da Petrobrás, The Librarians é a obra-prima da mediocridade da ficção científica. É clichê que não impressiona, mas também não convence. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (21/12)

Publicado em Coluna da Semana, Séries | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em imagens, a preparação da ex-peoa Lorena Bueri para a capa da Sexy de fevereiro de 2015


Ensaio foi realizado em uma tribo indígena de Boraceia (330 km a noroeste de São Paulo capital). Inspiração: Pocahontas (Favor pagar royalties à Disney)

Reproduções/Instagram/Lorena Bueri

Publicado em Divas, Reality-shows, Revistas | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Registros das audiências americanas dos especiais de fim de ano exibidos entre o domingo, 7 de dezembro, e a terça-feira, 9 de dezembro de 2014


Reprise de animação dos anos 1960 e versão colorizada de I Love Lucy dão mais público que lingeries da Victoria’s Secret

Da redação TV em Análise

CBS/Divulgação


Sai mais em conta passar um programa velho…

Na segunda semana de exibição de especiais de fim de ano em parte das cinco principais redes abertas americanas, a principal audiência não foi do desfile de calcinhas e sutiãs milionários da Victoria’s Secret, mas de um resgate arqueológico feito pela própria CBS: a versão colorizada de dois episódios de I Love Lucy. Levado ao ar no domingo (7), o lote de episódios teve 300 mil telespectadores a mais que a superprodução gravada em Londres com cachês atmosféricos de modelos como Alessandra Ambrosio, Lilly Aldrige, Behati “Adam do The Voice” e Adriana Lima e de músicos como Ed Sheeran, Taylor Swift, Hoozier e Ariana Grande. Além de dar mais público, saiu mais barato.

Pascal Le Segretain/Getty Images/02.12.2014


…do que torrar milhões com produções horrendas como essa

Destacão mesmo da semana foi a reprise sacal de Rudolph, the Red-Nosed Reindeer na mesma CBS, provando que aproveitar material velho, de quase 50 anos atrás, sai mais em conta que torrar dinheiro com espetáculos chatérrimos de luz, som, brilho e gloss, feitos apenas para ocupar espaço em sites e órgãos de imprensa (especialmente a imprensa venal, velhaca, senil e gagá). Dia após dia, os destaques de cada emissora citada, de acordo com as medições da Nielsen Media Research:

7/12 (domingo)

CBS: O bloco de episódios temáticos colorizados de I Love Lucy registrou 9,4 milhões de telespectadores, média de 5,7 e share domiciliar de 9 pontos. Em sua faixa de exibição (20h) perdeu apenas para o Sunday Night Football da NBC entre San Diego Chargers e New England Patriots, que teve praticamente o dobro de público – 17,2 milhões de telespectadores, média de 10,3 e share de 16. Em campo, a equipe da Califórnia perdeu em casa, no Qualcomm Stadium, por 23 a 14.

8/12 (2ª feira)

ABC: A segunda temporada de The Great Christmas Light Fight (competição de iluminação natalina de casas da mesma distribuidora do American Idol) começou com 7,65 milhões de telespectadores, média de 4,6 e share de 7.
CBS: Para tapar o buraco da cancelada The Millers, a quinta temporada de Mike & Molly estreou com 7,95 milhões de telespectadores, média de 4,9 e share de 8.
NBC: A apresentação dos cinco finalistas da sétima temporada de The Voice teve 10,65 milhões de telespectadores, média de 6,7 e share de 10. Foi o programa mais visto da noite entre as cinco principais redes abertas americanas.

9/12 (3ª feira)

CBS: A despeito de ter liderado na faixa de telespectadores entre 18 a 49 anos, com média de 2,8 pontos, a insuportável e irritante reprise de Rudolph, the Red-Nosed Reindeer na faixa das 20h perdeu em total de telespectadores – 10,7 milhões, média de 5,6 e share de 9 – para o programa de resultados que definiu os quatro finalistas do The Voice, na NBC – 10,9 milhões, média de 6,9 e share de 11.
Mais tarde, às 22h, o insosso Victoria’s Secret Fashion Show registrou 9,1 milhões de telespectadores, média de 5,8 e share de 10. Mais que o dobro do especial de jornalismo que a mesma NBC levou ao ar – Angelina Jolie: Unbroken – the Real Story teve apenas 4,75 milhões de telespectadores, média de 3,2 e share de 5. Na faixa 18-49, o VSFS (a ser exibido no Brasil a partir desta sexta-feira [20] pelo canal pago TNT) liderou o horário com média de 3,3.
ABC: Outra reprise de animação imposta em grade para o período de festas, Santa Claus is Comin’ to Town, teve bem menos público que Rudolph – 4,2 milhões de telespectadores, média de 2,6 e share de 4.

Publicado em Especiais, Eventos, Ibopes da vida, Numb3rs, Reality-shows | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

EXCLUSIVO: Sai a 27ª avaliação parcial do Críticas para o concurso Miss Universo 2014, com as notas de entrevista


Australiana volta à dianteira e brasileira corre perigo por notas de perfis de candidatas que ainda não foram avaliadas

Da redação TV em Análise

Reprodução/Instagram/Rolene Strauss/12.12.2014


Rolene Strauss no Miss Universo 2014? Pode esquecer

A divulgação dos primeiros perfis oficiais das candidatas da 63ª edição do concurso Miss Universo no site oficial do evento provocou uma reviravolta na liderança do quadro de favoritas. Antes na mão da francesa Camille Cerf, o topo do ranking das 15 melhores avaliações voltou para as mãos da australiana Tegan Martin. A ponderação das notas de três latinas – a mexicana Josselyn Garciglia, a colombaiana Paulina Vega e a portorriquenha Gabriela Berrios (já com as respectivas entrevistas publicadas pela Miss Universe Organization) – fez Cerf cair para a quinta colocação. E, a depender da nota de seu perfil oficial (não divulgado até o fechamento desta rodada), a francesa pode perder mais colocações nas próximas avaliações, principalmente na etapa de avaliações gerais, que começa após os desembarques das candidatas no Aeroporto Internacional de Miami, no domingo, dia 4 de janeiro.
Atualmente na sexta colocação, a panamenha Yomatzy Hazlewood poderá subir para quinto nas próximas rodadas dependendo exatamente de um eventual tropeço de Camille Cerf, inclusive para fora do top 15. A reboque viriam a uruguaia Johanna Riva, a holandesa Yasmin Verheijen, a norte-americana Nia Sanchez e a boliviana Claudia Tavel. Antes franca favorita ao título, a filipina Mary Jean Lastimosa caiu oito posições – da terceira colocação na 26ª parcial para a humilhante 11ª colocação, nesta rodada. Mas pode subir para 10º nas próximas semanas a depender da nota a ser tomada do perfil da candidata da França. Agora na 13ª colocação, a brasileira Melissa Gurgel fica na dependência de um tropeço da tcheca Gabriela Franková, mas pode ser prejudicada por combinações de notas de outras candidatas cujos perfis não foram avaliados nesta rodada. Também está na corda bamba a libanesa Sally Greige, que caiu da 10ª para a perigosíssima 14ª colocação.
Ainda não considerando a eleição da sul-africana Rolene Strauss como Miss Mundo 2014 na tarde deste domingo (14), que a tornou inelegível para o processo de disputa do título de Miss Universo 2014 (seu perfil ainda continuava no ar no site oficial da MUO até o começo da noite desta segunda-feira, 15), o quadro de notas em ordem decrescente de parte das 89 candidatas ao certame é este:

NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM DECRESCENTE
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Perfil Oficial Média Geral
Tegan Martin (AUS) 9,991 10 9,951 9,980
Josselyn Garciglia (MEX) 9,983 10 9,958 9,980
Paulina Vega (COL) 10 9,970 9,967 9,979
Gabriela Berrios (PUR) 10 9,973 9,963 9,978
Camille Cerf (FRA) 9,987 9,954 9,985 9,975
Yomatzy Hazlewood (PAN) 10 9,967 9,953 9,973
Johanna Riva (URU) 10 9,952 9,954 9,968
Yasmin Verheijen (NED) 9,973 9,997 9,930 9,966
Nia Sanchez (USA) 9,951 9,985 9,953 9,963
Claudia Tavel (BOL) 9,989 9,975 9,899 9,954
Mary Jean Lastimosa (PHI) 10 10 9,835 9,945
Gabriela Franková (CZE) 10 9,995 9,789 9,928
Melissa Gurgel (BRA) 10 9,950 9,835 9,928
Sally Greige (LIB) 10 9,953 9,799 9,917
Silvia Prochádzková (SVK) 10 9,985 9,755 9,913
Migbelis Castellanos (VEN) 10 10 9,725 9,908
Magalie Nguema (GAB) 9,980 9,952 9,792 9,908
Dilan Çiçek Deniz (TUR) 9,897 9,835 9,969 9,900
Dang Thu Thao (VIE) 10 9,981 9,715 9,898
Urska Bracko (SLO) 9,995 10 9,681 9,892
Desiré Cordero (ESP) 10 9,951 9,723 9,891
Henrietta Kalemen (HUN) 9,953 9,974 9,734 9,887
Sabrina Bennett (MAS) 9,952 9,833 9,850 9,878
Sally Jara (PAR) 10 9,995 9,634 9,876
Laurien Angelista (CUR) 10 9,895 9,732 9,875
Brittany Bell (GUM) 9,968 9,899 9,755 9,874
Tomacina Culmer (BAH) 9,958 9,936 9,730 9,874
Camilla Hansson (SWE) 10 9,985 9,635 9,873
Sharr Htut Eaindra (MYA) 10 9,958 9,653 9,870
Artnesa Krasniqi (KOS) 9,985 9,967 9,658 9,870
Ana Luisa Montufar (GUA) 9,985 9,983 9,641 9,869
Pallavi Gungaram (MRI) 10 9,753 9,853 9,868
Doron Matalon (ISR) 10 10 9,589 9,863
Kimberly Castillo (DOM) 10 9,967 9,616 9,861
Ye-Bin Yoo (KOR) 9,984 9,883 9,711 9,859
Anissa Blondin (BEL) 10 9,835 9,739 9,858
Marcela Chmielowska (POL) 9,989 9,951 9,631 9,857
Noyonita Lodh (IND) 9,984 9,951 9,638 9,857
Bea Toivonen (FIN) 10 9,831 9,736 9,855
Yulia Alipova (RUS) 10 9,920 9,644 9,854
Elise Dalby (NOR) 9,985 9,854 9,719 9,852
Zuleica Wilson (ANG) 9,899 10 9,655 9,851
Elvira Devinamira (INA) 9,581 9,970 9,995 9,848
Niketa Barker (GUY) 9,987 9,895 9,659 9,847
Karina Ramos (CRC) 9,804 9,835 9,899 9,846
Digene Zimmerman (ARU) 10 9,954 9,580 9,844
Valentina Ferrer (ARG) 9,961 9,831 9,738 9,843
Ana Zubashvili (GEO) 9,717 9,954 9,855 9,842
Alejandra Argudo (ECU) 9,970 9,861 9,679 9,836
Kristina Georgieva (BUL) 9,897 9,954 9,653 9,834
Karen Hu (CHN) 9,895 9,954 9,639 9,829
Josefin Donat (GER) 9,951 9,899 9,634 9,828
Ivana Misura (CRO) 9,850 9,950 9,680 9,826
Hiwot Mamo (ETH) 9,954 9,877 9,635 9,822
Rathi Menon (SIN) 9,953 9,853 9,659 9,821
Diana Harkusha (UKR) 9,956 9,799 9,699 9,818
Andjelka Tomasevic (SER) 10 9,780 9,651 9,810
Jevon King (TTO) 9,991 9,763 9,648 9,800
Lisa Madden (IRL) 9,855 9,789 9,735 9,793
Zoe Metthez (SUI) 9,835 9,787 9,751 9,791
Avanti Marianne (SRI) 9,895 9,835 9,638 9,789
Kaci Fennell (JAM) 9,838 9,878 9,653 9,789
Abena Appiah (GHA) 9,834 9,835 9,697 9,788
Rachel Millns (NZL) 9,855 9,831 9,654 9,780
Rolene Strauss (RSA) 9,968 9,737 9,633 9,779
Roxanne Nicholas (LCA) 9,859 9,854 9,625 9,779
Carolyn Bernard (TAN) 9,897 9,741 9,695 9,777
Gabriela Ordoñez (HON) 9,767 9,853 9,697 9,772
Patricija Belousova (LTU) 9,954 9,735 9,625 9,771
Grace Levy (GBR) 9,934 9,715 9,640 9,763
Marline Barberena (NIC) 9,890 9,731 9,661 9,760
Christie Desir (HAI) 9,831 9,748 9,695 9,758
Valentina Bonariva (ITA) 9,684 9,953 9,635 9,757
Xhaneta Byberi (ALB) 9,895 9,719 9,654 9,756
Rosanna Chichester (IVB) 9,654 9,732 9,879 9,755
Queen Celestine (NGR) 9,853 9,789 9,614 9,752
Jimena Espinoza (PER) 9,893 9,627 9,730 9,750
Chanel Beckenlehner (CAN) 9,715 9,804 9,730 9,749
Shanice Williams (TCA) 9,750 9,814 9,680 9,748
Keiko Tsuji (JPN) 9,730 9,860 9,655 9,748
Pimbongkod Chankaew (THA) 9,843 9,758 9,639 9,746
Patricia Murillo (ESA) 9,976 9,653 9,584 9,737
Julia Furdea (AUT) 9,853 9,726 9,613 9,730
Patrícia da Silva (POR) 9,840 9,733 9,595 9,722
Gaylyne Ayugi (KEN) 9,787 9,698 9,654 9,713
Ismini Dafopolou (GRE) 9,684 9,808 9,647 9,713
Zhazira Nurimbetova (KAZ) 9,832 9,972 9,251 9,685
Hellen Toncio (CHI) 9,697 9,652 9,658 9,669
Lara Debbana (EGY) 9,659 9,684 9,625 9,656
NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM ALFABÉTICA
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Xhaneta Byberi (ALB) 9,895 9,719 9,654 9,756
Zuleica Wilson (ANG) 9,899 10 9,655 9,851
Valentina Ferrer (ARG) 9,961 9,831 9,738 9,843
Digene Zimmerman (ARU) 10 9,954 9,580 9,844
Tegan Martin (AUS) 9,991 10 9,951 9,980
Julia Furdea (AUT) 9,853 9,726 9,613 9,730
Tomacina Culmer (BAH) 9,958 9,936 9,730 9,874
Anissa Blondin (BEL) 10 9,835 9,739 9,858
Claudia Tavel (BOL) 9,989 9,975 9,899 9,954
Melissa Gurgel (BRA) 10 9,950 9,835 9,928
Rosanna Chichester (IVB) 9,654 9,732 9,879 9,755
Kristina Georgieva (BUL) 9,897 9,954 9,653 9,834
Chanel Beckenlehner (CAN) 9,715 9,804 9,730 9,749
Hellen Toncio (CHI) 9,697 9,652 9,658 9,669
Karen Hu (CHN) 9,895 9,954 9,639 9,829
Paulina Vega (COL) 10 9,970 9,967 9,979
Karina Ramos (CRC) 9,804 9,835 9,899 9,846
Ivana Misura (CRO) 9,850 9,950 9,680 9,826
Laurien Angelista (CUR) 10 9,895 9,732 9,875
Gabriela Franková (CZE) 10 9,995 9,789 9,928
Kimberly Castillo (DOM) 10 9,967 9,616 9,861
Alejandra Argudo (ECU) 9,970 9,861 9,679 9,836
Lara Debbana (EGY) 9,659 9,684 9,625 9,656
Patricia Murillo (ESA) 9,976 9,653 9,584 9,737
Hiwot Mamo (ETH) 9,954 9,877 9,635 9,822
Bea Toivonen (FIN) 10 9,831 9,736 9,855
Camille Cerf (FRA) 9,987 9,954 9,985 9,975
Magalie Nguema (GAB) 9,980 9,952 9,792 9,908
Ana Zubashvili (GEO) 9,717 9,954 9,855 9,842
Josefin Donat (GER) 9,951 9,899 9,634 9,828
Abena Appiah (GHA) 9,834 9,835 9,697 9,788
Grace Levy (GBR) 9,934 9,715 9,640 9,763
Ismini Dafopolou (GRE) 9,684 9,808 9,647 9,713
Brittany Bell (GUM) 9,968 9,899 9,755 9,874
Ana Luisa Montufar (GUA) 9,985 9,983 9,641 9,869
Niketa Barker (GUY) 9,987 9,895 9,659 9,847
Christie Desir (HAI) 9,831 9,748 9,695 9,758
Gabriela Ordoñez (HON) 9,767 9,853 9,697 9,772
Henrietta Kalemen (HUN) 9,953 9,974 9,734 9,887
Noyonita Lodh (IND) 9,984 9,951 9,638 9,857
Elvira Devinamira (INA) 9,581 9,970 9,995 9,848
Lisa Madden (IRL) 9,855 9,789 9,735 9,793
Doron Matalon (ISR) 10 10 9,589 9,863
Valentina Bonariva (ITA) 9,684 9,953 9,635 9,757
Kaci Fennell (JAM) 9,838 9,878 9,653 9,789
Keiko Tsuji (JPN) 9,730 9,860 9,655 9,748
Zhazira Nurimbetova (KAZ) 9,832 9,972 9,251 9,685
Gaylyne Ayugi (KEN) 9,787 9,698 9,654 9,713
Ye-Bin Yoo (KOR) 9,984 9,883 9,711 9,859
Artnesa Krasniqi (KOS) 9,985 9,967 9,658 9,870
Sally Greige (LIB) 10 9,953 9,799 9,917
Patricija Belousova (LTU) 9,954 9,735 9,625 9,771
Sabrina Bennett (MAS) 9,952 9,833 9,850 9,878
Pallavi Gungaram (MRI) 10 9,753 9,853 9,868
Josselyn Garciglia (MEX) 9,983 10 9,958 9,980
Sharr Htut Eaindra (MYA) 10 9,958 9,653 9,870
Yasmin Verheijen (NED) 9,973 9,997 9,930 9,966
Rachel Millns (NZL) 9,855 9,831 9,654 9,780
Marline Barberena (NIC) 9,890 9,731 9,661 9,760
Queen Celestine (NGR) 9,853 9,789 9,614 9,752
Elise Dalby (NOR) 9,985 9,854 9,719 9,852
Yomatzy Hazlewood (PAN) 10 9,967 9,953 9,973
Sally Jara (PAR) 10 9,995 9,634 9,876
Jimena Espinoza (PER) 9,893 9,627 9,730 9,750
Mary Jean Lastimosa (PHI) 10 10 9,836 9,945
Marcela Chmielowska (POL) 9,989 9,951 9,631 9,857
Patrícia da Silva (POR) 9,840 9,733 9,595 9,722
Gabriela Berrios (PUR) 10 9,973 9,963 9,978
Yulia Alipova (RUS) 10 9,920 9,644 9,854
Andjelka Tomasevic (SER) 10 9,780 9,651 9,810
Rathi Menon (SIN) 9,953 9,853 9,659 9,821
Silvia Prochádzková (SVK) 10 9,985 9,755 9,913
Urska Bracko (SLO) 9,995 10 9,681 9,892
Rolene Strauss (RSA) 9,968 9,737 9,633 9,779
Desiré Cordero (ESP) 10 9,951 9,723 9,891
Avanti Marianne (SRI) 9,895 9,835 9,638 9,789
Roxanne Nicholas (LCA) 9,859 9,854 9,625 9,779
Camilla Hansson (SWE) 10 9,985 9,635 9,873
Zoe Metthez (SUI) 9,835 9,787 9,751 9,791
Carolyn Bernard (TAN) 9,897 9,741 9,695 9,777
Pimbongkod Chankaew (THA) 9,843 9,758 9,639 9,746
Jevon King (TTO) 9,991 9,763 9,648 9,800
Dilan Çiçek Deniz (TUR) 9,897 9,835 9,969 9,900
Shanice Williams (TCA) 9,750 9,814 9,680 9,748
Diana Harkusha (UKR) 9,956 9,799 9,699 9,818
Johanna Riva (URU) 10 9,952 9,954 9,968
Nia Sanchez (USA) 9,951 9,985 9,953 9,963
Migbelis Castellanos (VEN) 10 10 9,725 9,908
Dang Thu Thao (VIE) 10 9,981 9,715 9,898

Após a rodada, o panorama de classificação das 15 semifinalistas (a 16ª será escolhida pelo voto popular) é este:

-Tegan Martin (AUS)-9,980
-Josselyn Garciglia (MEX)-9,980
-Paulina Vega (COL)-9,979
-Gabriela Berrios (PUR)-9,978
-Camille Cerf (FRA)-9,975
-Yomatzy Hazlewood (PAN)-9,973
-Johanna Riva (URU)-9,968
-Yasmin Verheijen (NED)-9,966
-Nia Sanchez (USA)-9,963
-Claudia Tavel (BOL)-9,954
-Mary Jean Lastimosa (PHI)-9,945
-Gabriela Franková (CZE)-9,928
-Melissa Gurgel (BRA)-9,928
-Sally Greige (LIB)-9,917
-Silvia Prochádzková (SVK)-9,913

-Migbelis Castellanos (VEN)-9,908
-Magalie Nguema (GAB)-9,908
-Dilan Çiçek Deniz (TUR)-9,900
-Dang Thu Thao (VIE)-9,898
-Urska Bracko (SLO)-9,892
-Desiré Cordero (ESP)-9,891
-Henrietta Kalemen (HUN)-9,887
-Sabrina Bennett (MAS)-9,878
-Sally Jara (PAR)-9,876
-Laurien Angelista (CUR)-9,875
-Brittany Bell (GUM)-9,874
-Tomacina Culmer (BAH)-9,874
-Camilla Hansson (SWE)-9,873
-Sharr Htut Eaindra (MYA)-9,870
-Artnesa Krasniqi (KOS)-9,870
-Ana Luisa Montufar (GUA)-9,869
-Pallavi Gungaram (MRI)-9,868
-Doron Matalon (ISR)-9,863
-Kimberly Castillo (DOM)-9,861
-Ye-Bin Yoo (KOR)-9,859
-Anissa Blondin (BEL)-9,858
-Marcela Chmielowska (POL)-9,857
-Noyonita Lodh (IND)-9,857
-Bea Toivonen (FIN)-9,855
-Yulia Alipova (RUS)-9,854
-Elise Dalby (NOR)-9,852
-Zuleica Wilson (ANG)-9,851
-Elvira Devinamira (INA)-9,848
-Niketa Barker (GUY)-9,847
-Karina Ramos (CRC)-9,846
-Digene Zimmerman (ARU)-9,844
-Valentina Ferrer (ARG)-9,843
-Ana Zubashvili (GEO)-9,842
-Alejandra Argudo (ECU)-9,836
-Kristina Georgieva (BUL)-9,834
-Karen Hu (CHN)-9,829
-Josefin Donat (GER)-9,828
-Ivana Misura (CRO)-9,826
-Hiwot Mamo (ETH)-9,822
-Rathi Menon (SIN)-9,821
-Diana Harkusha (UKR)-9,818
-Andjelka Tomasevic (SER)-9,810
-Jevon King (TTO)-9,800
-Lisa Madden (IRL)-9,793
-Zoe Metthez (SUI)-9,791
-Avanti Marianne (SRI)-9,789
-Kaci Fennell (JAM)-9,789
-Abena Appiah (GHA)-9,788
-Rachel Millns (NZL)-9,780
-Rolene Strauss (RSA)-9,779
-Roxanne Nicholas (LCA)-9,779
-Carolyn Bernard (TAN)-9,777
-Gabriela Ordoñez (HON)-9,772
-Patricija Belousova (LTU)-9,771
-Grace Levy (GBR)-9,763
-Marline Barberena (NIC)-9,760
-Christie Desir (HAI)-9,758
-Valentina Bonariva (ITA)-9,757
-Xhaneta Byberi (ALB)-9,756
-Rosanna Chichester (IVB)-9,755
-Queen Celestine (NGR)-9,752
-Jimena Espinoza (PER)-9,750
-Chanel Beckenlehner (CAN)-9,749
-Shanice Williams (TCA)-9,748
-Keiko Tsuji (JPN)-9,748
-Pimbongkod Chankaew (THA)-9,746
-Patricia Murillo (ESA)-9,737
-Julia Furdea (AUT)-9,730
-Patrícia da Silva (POR)-9,722
-Gaylyne Ayugi (KEN)-9,713
-Ismini Dafopolou (GRE)-9,713
-Zhazira Nurimbetova (KAZ)-9,685
-Hellen Toncio (CHI)-9,669
-Lara Debbana (EGY)-9,656

As notas de avaliação foram ponderadas a partir de comentários de internautas em fóruns especializados, combinados com a análise empírica de imagem e de noticiário das candidatas feita pela redação do Críticas no dia 15 de dezembro de 2014. Vale ressaltar que esta sondagem não reflete, necessariamente, a classificação oficial para as semi-finais do Miss Universo 2014, bem como para suas etapas classificatórias posteriores (trajes de banho, trajes de gala e entrevista final).

Avaliações anteriores
*1ª avaliação parcial: 12 de novembro de 2013
*2ª avaliação parcial: 23 de dezembro de 2013
*3ª avaliação parcial: 29 de janeiro de 2014
*4ª avaliação parcial: 1º de março de 2014
*5ª avaliação parcial: 19 de março de 2014
*6ª avaliação parcial: 30 de março de 2014
*7ª avaliação parcial: 14 de abril de 2014
*8ª avaliação parcial: 5 de maio de 2014
*9ª avaliação parcial: 21 de maio de 2014
*10ª avaliação parcial: 3 de junho de 2014
*11ª avaliação parcial: 7 de junho de 2014
*12ª avaliação parcial: 9 de junho de 2014
*13ª avaliação parcial: 29 de junho de 2014
*14ª avaliação parcial: 7 de julho de 2014
*15ª avaliação parcial: 26 de julho de 2014
*16ª avaliação parcial: 5 de agosto de 2014
*17ª avaliação parcial: 18 de agosto de 2014
*18ª avaliação parcial: 31 de agosto de 2014
*19ª avaliação parcial: 17 de setembro de 2014
*20ª avaliação parcial: 29 de setembro de 2014
*21ª avaliação parcial: 13 de outubro de 2014
*22ª avaliação parcial: 29 de outubro de 2014
*23ª avaliação parcial: 13 de novembro de 2014
*24ª avaliação parcial: 24 de novembro de 2014
*25ª avaliação parcial: 26 de novembro de 2014
*26ª avaliação parcial: 9 de dezembro de 2014

Publicado em Datamisses, Nossas Venezuelas, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário